Transpire | Blog Treinus

Dicas sobre treinamento esportivo, saúde, qualidade de vida e muito mais

Tudo o que você precisa saber sobre a Creatina

Ingestão de suplemento alimentar creatina

Qual a função da creatina?

A creatina é uma molécula que está presente em nosso organismo de forma natural, ela se sintetiza a partir de vários aminoácidos que compõem as proteínas.

O suplemento que tem origem proteica, obtida a partir de alimentos de origem animal: carne, peixes, etc.

É importante saber que a creatina tem função estrutural, ou seja, ela também é um ótima fonte energética.

A maior parte da creatina que nosso corpo possui está localizada nos músculos, visto que é lá o lugar que irá realizar algumas de suas funções mais importantes.

Nosso corpo é capaz de sintetizar parte da creatina total que vamos precisar para nossas tarefas diárias, que chega a aproximadamente a metade do que adquirimos.

Tudo o que sobra: ou seja, a quantidade que falta, conseguimos através de alimentação, mas somente quando fazemos uma dieta equilibrada e completa.

A creatina, quando tomada como suplemento, aumenta as reservas de fosfocreatina musculares, Mas o que isso quer dizer?

Na prática isso quer dizer que aumenta a capacidade de realizar exercícios de alta intensidade e também a recuperação, principalmente em curtos espaços de tempo e quando a prática for de exercícios de alta performance.

Com o uso dela é possível conseguir realizar treinos com mais qualidade e por isso aumenta o rendimento. Mas o efeito é diferente em relação ao tipo de esporte que pratique.

Benefícios

A creatina possui muitos efeitos, mas nem todos estão comprovados como benéficos.

Mas se sabe que a creatina e uma substância ergogênica que pode proporcionar uma melhora no rendimento esportivos, que já foram comprovadas em alguns estudos.

Além disso, a creatina produz um aumento da própria massa muscular, graças a sua função estrutural, já que ela tem a capacidade de ajudar na absorção de fibras, ou seja, um maior rendimento em exercícios intensos e de curta duração.

A creatina atua como um molécula de reserva apta a geração de ATP, muito importante para exercícios intenso e de curta duração, já que vai agir no momento onde o músculo recebe energia a partir da ATP (o responsável pela liberação).

A creatina diminui a fadiga muscular quando as séries repetidas são feitas com grande intensidade e num curto espaço de tempo.

Isto é devido à redução do aumento e diminuição de amônio tanto pH intracelular como o sangue que ocorre durante exercícios intensos e repetidos.

Assim, melhora a eficácia da atividade física realizada em alta intensidade.

Este aumento na concentração de creatina no músculo que reduz a sua acidez (por diminuição do pH) faz com que seja possível aumentar a carga durante o exercício e pode trabalhar com mais repetições e recuperações mais rápidas.

A ingestão de creatina também auxilia na velocidade de transferência de substratos entre compartimentos celulares, como as mitocôndrias e os citoplasmas.

Isso auxilia na recuperação das ATPS durantes os períodos de pausa.

Aceleração da contração e relaxamento dos músculos.

O uso da creatina acelera a contração muscular e o relaxamento para facilitar a liberação de cálcio do retículo sarcoplasmático encontrado em cada célula.

Isso ocorre porque as pontes actomiosina formadas são separadas, permitindo que a fibra muscular estimula mais rápido o aumento delas, assim traz eficiência para o treino.

A creatina favorece a hipertrofia, e isso pode aumentar a intensidade e a duração dos exercícios e exercer um estímulo anabólico ao metabolismo.

Ela atua como um sistema tampão diante da acidez muscular quando se gera fadiga, podendo fazer com que os atletas suportam maiores cargas de ácido láctico sem que venha o cansaço.

Conclusão

Fica claro que para quem realiza um programa de suplementação que é necessário a ingestão de creatina, sendo que ela atua principalmente no aumento muscular, apesar de que é possível ter esse aumento sem a creatina.

Tendo o suplemento um papel mais importante em não deixar os músculos fadigarem tanto depois de um duro ciclo de exercícios.

Aprendeu mais sobre a função da creatina? Temos um outro artigo que pode te interessar, sobre um outro suplemento, que se usado junto com a creatina aumenta em muito a sua possibilidade de resultados. Veja aqui Tudo sobre o whey protein.

 

Pedro Alvares Sobre o autor: Pedro Alvares

Corredor amador desde 2007, ele faz parte do time de Marketing do Treinus, tem alguma dúvida sobre o Pedro ou quer sugerir algum conteúdo para o blog do Treinus? Mande um email pra ele! pedro@treinus.com.br