Qualidade de vida

Descubra os tipos de hormônios que são produzidos (ou ativados) durante a prática esportiva!

single image

Ao praticar atividade física, o atleta vai ter inúmeros benefícios, seja em questões físicas, mentais ou/e emocionais, pois a regularidade vai impactar toda a vida do esportista. Durante a prática o corpo vai responder de forma diferente, porém eficaz, então sensações como dever cumprido, relaxamento e felicidade serão apreciadas, pois algumas substâncias serão liberadas no corpo. São muitos tipos de hormônios produzidos (ou ativados) neste momento para trazer os efeitos citados.

Por acaso você conhece os tipos de hormônios liberados durante a atividade física? Continue aqui para saber mais!

O que são hormônios?

Os hormônios são moléculas produzidas pelo sistema endócrino, que têm como função ‘mandar mensagens’ para várias partes do organismo através do sangue. Desde ajudar na reprodução até regular os processos corporais, como pressão sanguínea e fome, eles são essenciais para o corpo funcionar de maneira harmônica.

O sistema endócrino é um conjunto de glândulas que irão produzir os hormônios, que são responsáveis por controlar algumas atividades do corpo, sejam elas mentais ou físicas. Ao praticar alguma modalidade esportiva, a produção de hormônio aumenta, o que traz as sensações citadas no início do texto.

Quais os tipos de hormônios liberados durante os exercícios?

Ao treinar, o corpo vai sofrer algumas alterações que vão além da aparência física. Desde regular o corpo nas suas funções, como a melhora de sono, até aumentar o bem-estar, a prática contínua vai equilibrar o organismo de forma saudável e os grandes responsáveis por este equilíbrio são os hormônios.

Redução de estresse, melhora da percepção e da atenção são alguns benefícios que a prática esportiva irá trazer e os hormônios serão fundamentais para alcançar essas sensações. Cada um terá uma função específica ao ser ativado (ou produzido) no corpo e, ao realizar atividade física, alguns deles serão liberados. São eles:

1. Adrenalina

Responsável pela liberação de glicose no sangue e pelo aumento da taxa metabólica, a adrenalina é liberada durante a atividade física para que o corpo esteja apto na resposta que os exercícios irão provocar. Ela ajuda a nos manter alerta, aumenta a frequência cardíaca e acelera a queima de calorias, então é um ótimo hormônio para aqueles que desejam emagrecer.

2. Endorfina

Analgésico natural do corpo humano, a endorfina é a responsável por aliviar dores e reduzir a ansiedade. Ela é quem traz a sensação de bem-estar para o corpo, então o aumento da disposição mental e física, além de uma melhor resposta do sistema imune, são benefícios deste hormônio liberado no sangue.

Por reduzir a dor, a endorfina ajuda aqueles que precisam fazer tarefas ou exercícios pesados, colaborando com a longevidade da prática. Além disso, ela melhora a motivação e performance, pois traz a sensação de prazer na atividade e força de vontade para continuar.

3. Noradrenalina

Liberada em conjunto com a adrenalina, a noradrenalina terá efeitos semelhantes no corpo. Ela aparece no organismo durante exercícios muito intensos, pois é necessário um esforço do corpo para aguentar a carga. Ela ajuda a aumentar o gasto energético, então auxilia também na perda de peso e ainda ajuda na disposição para fazer atividade física.

A única ressalva para este hormônio é a quantidade liberada no organismo, pois em excesso pode causar mau humor, ansiedade e até estresse.

4. Hormônio do crescimento

O hormônio do crescimento é um estimulante direto para a lipólise, ou seja, ajuda na queima de gordura e é responsável pelo crescimento dos tecidos no corpo, então auxilia as pessoas a atingirem a estatura adulta adequada para a sua genética.

Ele ajuda também a síntese proteica, então melhora as condições do corpo na hora do exercício físico para construir a fibra muscular, além de ajudar nos treinos, pois diminui o tempo de recuperação.

5. Serotonina

Por fim, dentre os tipos de hormônios produzidos na hora da atividade física, está a serotonina, conhecida popularmente como hormônio da felicidade. Ela auxilia na estabilidade emocional, além de ajudar no humor do cotidiano. Além disso, ela ajuda a controlar a temperatura corporal e os níveis de colesterol, impactando também na boa digestão do corpo!

Sendo assim, para ter aquele ânimo diário, o esporte será uma saída para a produção deste e outros hormônios para o corpo. Praticar atividade física será um grande benefício no dia a dia, então vale a pena dedicar um tempo para a rotina esportiva.

São inúmeros tipos de hormônios que serão produzidos ou ativados na prática esportiva, e aqui foram alguns deles para seu conhecimento. Espero que tenham gostado do conteúdo!

E para mais artigos semelhantes, não se esqueça de assinar a nossa newsletter!

Deixar um comentário

Fique tranquilo que não publicamos o seu endereço de email.

Posts relacionados