Qualidade de vida

Como sair do sedentarismo e ter qualidade de vida?

single image

Para o seu corpo funcionar de maneira correta e eficaz, conseguindo manter uma boa saúde, é essencial ter no seu dia a dia uma alimentação saudável e ideal para as suas necessidades. É importante também ter uma rotina de exercícios regular, pois manter-se ativo é necessário para não entrar no quadro de sedentarismo.

Tal preocupação precisa ser uma pauta relevante, pois de acordo com os resultados de uma pesquisa realizada pelo Ministério do Esporte, aproximadamente 46% dos brasileiros entram na classificação de sedentários. Ou seja, quase metade da população encontra-se inativa no esporte, podendo ter graves consequências, como doenças tipo diabetes e osteoporose.

Se interessou pelo assunto e quer saber como evitar o sedentarismo? Então continue aqui no blog Transpire para saber mais!

O que é sedentarismo?

O sedentarismo é um hábito comum daqueles que passam muito tempo em repouso, ou seja, quando o indivíduo não gasta as calorias mínimas em um dia e não tem uma rotina regular de exercícios ele se enquadra nesta categoria. 

Tal risco é grande, pois além de ser o quarto fator de risco de morte no mundo, a Organização Mundial da Saúde, com suas pesquisas, divulga que 3 em cada 100 mortes no Brasil podem ter influência do sedentarismo. Algumas outras fontes que estudam o assunto conseguiram perceber que as pessoas que passam mais de 4 horas sentadas diariamente têm um maior risco de desenvolver doenças e participar do aumento da taxa de mortalidade. 

Ou seja, fazer algumas pausas durante o dia para esticar o corpo e trocar alguns hábitos para ‘queimar’ algumas calorias com atividades rotineiras, como subir escada, já ajuda na prevenção da doença. Com isso, algumas consequências podem ser evitadas.

homem deitado no sofa vendo TV

Consequências do sedentarismo

Já está claro que ter uma rotina sedentária não é benéfica para ninguém. Mesmo estando no conforto do corpo e achando que está em descanso, ficar parado não é uma opção saudável, então não se arrisque e evite problemas que o sedentarismo pode causar. Dentre as consequências dele, 4 delas são:

1. Diabetes

De acordo com o Ministério da Saúde, a “diabetes é uma doença causada pela produção insuficiente ou má absorção de insulina, hormônio que regula a glicose no sangue e garante energia para o organismo.”. Uma das causas para ter a doença é o sedentarismo.

Para não desenvolver esse problema, é necessário manter uma prática regular de atividades físicas, além de uma alimentação balanceada. Isso é necessário, pois aproximadamente 7% dos brasileiros têm algum tipo de diabetes, o que chega a ser, em números, 13 milhões de habitantes.

O exercício vem como solução, já que sua prática contínua ajuda a diminuir a quantidade de glicose no sangue, pois ela estará sendo gasta com as atividades.

2. Doenças cardíacas

Bombear sangue para o coração é ideal para não desenvolver doenças cardíacas. O sedentarismo, pela inatividade, não fará com que haja uma grande circulação, tanto que, ao ficar parado, problemas com o coração podem surgir, como a hipertensão.

A prática de exercícios cardiovasculares como a caminhada é um exemplo comum para evitar os problemas relacionados ao coração, pois, com a movimentação constante, o coração irá bombear mais sangue. E vale ressaltar que doenças cardíacas são comuns em pessoas mais velhas pela inatividade física, mas que podem ser cuidadas independente da idade.

3. Osteoporose

É outra doença que afeta milhões de brasileiros, chegando aos 10 milhões de casos. De acordo com o MInistério da Saúde, a “osteoporose é uma doença que se caracteriza pela perda progressiva de massa óssea, tornando os ossos enfraquecidos e predispostos a fraturas.”. 

Essa é outra doença comum para os mais velhos, contudo, havendo uma má alimentação e sedentarismo, a osteoporose pode surgir em qualquer pessoa. Ou seja, uma alimentação adequada e prática de exercícios podem amenizar as chances da doença, pois a prática vai fortalecer o sistema esquelético e ele irá trabalhar de forma coordenada com outros sistemas, como o muscular e o nervoso.

Ao cuidar do corpo é possível reduzir dores e evitar outras doenças nos ossos, como artrose ou demais incapacidades.

4. Obesidade

Você deve ter percebido que muitas das doenças ligadas ao sedentarismo têm relação com a má alimentação. Outra doença que atinge muitos pela inércia é a obesidade, pois é muito comum alguém que não é regular em exercícios ter uma alimentação não saudável.

E qual a relação entre ambas? O sedentarismo faz com que as pessoas não se mexam com frequência, logo, elas não gastam energia, o que faz com que o organismo transforme esse acúmulo em gordura, causando a obesidade.

Sendo assim, evitar o sedentarismo necessariamente vai impactar se uma pessoa está ou não em quadros de obesidade. Claro que nem sempre será assim, esse é apenas um dos fatores.

Ficou claro então que muitas doenças podem ser evitadas com a atividade física, basta dar fim ao sedentarismo para ter a qualidade de vida e saúde adequadas.

Dicas para sair do sedentarismo

Algumas boas práticas podem ser feitas para sair do sedentarismo de forma gradual até entrar de vez em uma rotina esportiva e possivelmente virar um atleta. Alguns conselhos úteis para esse caso:

1. Use escadas ao invés de elevador

Ter um tempo para a subir alguns degraus facilita a queima de calorias, além de ser uma prática que não irá demandar muito tempo de ninguém.

2. Faça caminhada

Andar por um tempo já ajuda a sair da inércia, além de ser prazeroso e poder fazer em companhia. Além disso, é bom para amenizar pensamentos, relaxar do estresse e fazer algo que gosta, como caminhar escutando música.

3. Não fique muito tempo sentado

Esse é um hábito que pode ser feito em qualquer canto! Evite ficar sentado ou deitado. A cada hora ande por alguns minutos para não ficar em uma mesma posição por muitas horas.

Impactos de uma rotina não sedentária

Quando alguém sai do sedentarismo, inúmeros impactos são vistos na rotina e saúde. Alguns deles são:

1. Melhora na qualidade de vida

Praticar esporte, ter uma boa alimentação e não ficar parado são fatores que vão aumentar a qualidade de vida. Fora isso, ao fazer atividades físicas, seu corpo vai responder melhor nos rendimentos, na utilização do tempo e no seu humor.

2. Melhora a qualidade do sono

Por ter disposição e aproveitar seu dia gastando a energia necessária, você não terá insônia e vai conseguir dormir a quantidade certa em cada dia. Com isso, seu organismo fica regulado, além de potencializar a sua imunidade.

3. Melhora a saúde mental

Movimentar o corpo com exercícios irá, além de regular o corpo, liberar algumas substâncias no seu organismo que garantem alegria e bem-estar, por exemplo. Assim, sua saúde mental consegue ser equilibrada, sua disposição para o dia a dia aumenta, além de não alimentar emoções negativas que o estresse pode causar.

infográfico sobre sedentarismo

Ou seja, não há desculpas para ficar no quadro de sedentarismo. Tire um tempo do seu dia para se exercitar ou siga os conselhos para acrescentar algumas movimentações no seu dia a dia. O foco é não ficar estagnado e buscar evoluir a mente e o corpo com qualidade de vida.

Espero que tenha gostado do conteúdo. Para mais assuntos relevantes, é só assinar a nossa newsletter! 

Referências

Inatividade Física

Três em cada cem mortes no país podem ter influência do sedentarismo

Posts relacionados