Práticas esportivas

As rotinas de treinamento realmente ajudam a vida do atleta?

single image

Competições, desafios e a superação constante dos limites. Essa é a realidade de muitos atletas e que normalmente gera um peso grande nos exercícios e no dia a dia. Para ajudar, alguns utilizam as rotinas de treinamento para otimizar o planejamento e garantir bons resultados.

Você sabe o que são elas? Ou melhor, consegue seguir de forma regrada o que está planejando para a sua semana no esporte? Então fique aqui para conhecer a importância dessa ferramenta e se deve investir nela!

As rotinas de treinamento

Antes de começar a falar sobre o assunto, fica a ressalva que qualquer alteração no planejamento esportivo deve ser conversada e analisada pelo seu treinador ou assessoria, então aqui você verá informações que podem te auxiliar a perceber o desempenho durante os treinos. Não faça nenhuma alteração sem a devida autorização!

É propagado no mundo esportivo que as rotinas de treinamento ajudam no desenvolvimento do atleta, porém, é possível perceber que, mesmo que a pessoa não treine no mesmo horário e na mesma intensidade todos os dias, ela consegue desempenho e bons resultados.

Ou seja, as rotinas são viáveis para criar costume, mas também ser um meio de motivação para o atleta, afinal, não ter um planejamento regrado e com tempo separado pode ser um problema, vez que a pessoa pode simplesmente não fazer os exercícios propostos.

Desse modo, fica a reflexão: uma rotina motiva ou paralisa os seus treinos? Cada atleta trabalha em um ritmo diferente, então realizar uma autoavaliação é importante para pensar em padrões de treinamento.

Autoavaliação para as rotinas de treinamento

Perceber o dia a dia, o que agrada e o que pode ser um problema são indícios importantes quando o assunto é a rotina esportiva. Já parou para pensar que o seu treino pode render mais a noite do que de manhã? Muitos atletas não percebem os pequenos detalhes, mas que no fundo fazem uma grande diferença!

Ou seja, pensar em resultados requer analisar os seus treinos antes de mais nada, então preste atenção nas seguintes dicas:

1. Como estão (ou estavam) sendo os seus treinos? 

Essa avaliação é importante pois garante visualizar o ritmo, ânimo e até se os exercícios não estavam sendo feitos no automático. Perceber a qualidade do treino é extremamente necessário para evitar que fique estagnado ou que repita uma rotina que não tenha evolução.

2. Como estão as suas emoções ao treinar?

Esse ponto permite saber se você tem motivação para treinar, afinal, alguma determinação deve existir para continuar nos exercícios. Ou seja, pare e pense no que está sentindo ao treinar: tem vontade de continuar, está empurrando com a barriga ou totalmente desmotivado?

Isso vai ajudar a ganhar empolgação e até em pensar em meios para tornar a sua modalidade esportiva diferente, então, caso perceba que te falta algo, converse com o seu treinador para saber o que é possível fazer para dar um gás nas rotinas de treinamento.

3. Você está satisfeito?

Por fim, seja sincero consigo (e com seu treinador) para evitar um planejamento que não funciona para você! O esporte está alinhado com bem-estar e qualidade de vida, então não faça algo apenas por fazer, pois o objetivo da prática não é esse.

Todos esses passos para a autoavaliação vão ajudar a entender sua rotina, ou se de fato é necessário regrar todos os treinamentos. Às vezes, a flexibilidade no esporte é o que garante que o atleta continue, sempre no seu ritmo e em constante evolução!

(Re)começando!

Uma breve avaliação ajuda muito na rotina de treinos, então analise a sua situação e veja o que gosta e o que deseja evitar, afinal, esporte também é para relaxar e ajudar a ter um ótimo dia. Fique atento no seu bem-estar emocional e não minta para si, pois os treinos não devem ser feitos de qualquer maneira.

Muitas atletas dão a devida importância para as rotinas de treinamento, pois elas que irão ajudar no desempenho, na queda do estresse e na adaptação do corpo, pois você estará seguindo o que foi proposto. 

Ou seja, use das rotinas para não perder desempenho e respeitar os seus limites, além de evitar problemas como overtraining, mas caso sinta que não está funcionando, readapte o seu planejamento para não perder o ânimo com a prática!

O corpo humano é incrível e ele é moldável de acordo com as suas necessidades e capacidades de adaptação, então não pense que existe uma fórmula secreta para todos no meio esportivo. Faça do seu jeito e no seu ritmo.

Espero que tenham gostado do conteúdo!

Deixar um comentário

Fique tranquilo que não publicamos o seu endereço de email.

Posts relacionados