Posted in:

4 dicas para recuperação rápida de lesões

Homem com seu médico tratando da recuperação de lesões
4 dicas para recuperação rápida de lesões
Este texto te ajudou?

Todo atleta consciente acaba tendo uma preocupação com as lesões, principalmente quanto a recuperação de lesões.

Elas podem acontecer por um aquecimento mal realizado, um acidente durante o treino (queda, choque com algum objeto, etc), por excesso de treino, ou mesmo por praticar algum exercício de forma equivocada.

Enfim, são várias formas de lesão e diferentes os motivos que podem causar uma lesão esportiva, por isso é preciso estar atento.

Homem com seu médico tratando da recuperação de lesões
Trate suas lesões com calma e tranquilidade.

Tipos de lesões

Existem vários tipos de lesões, e elas podem acontecer de diversas formas. É possível, dessa maneira, podemos fazer a classificação em dois tipos: as lesões graves e as lesões leves.

As lesões graves, são chamadas assim, pois impedem o atleta de fazer a recuperação ao mesmo tempo que pratica exercícios.

Ou seja: após uma lesão grave é necessário que a pessoa espere a recuperação sem praticar atividades físicas.

Alguns exemplos de lesões graves são: dores muito fortes nas articulações (como ombros e joelhos), quebra de ossos, rompimentos musculares e alguns deslocamentos podem ser considerados como graves.

As lesões leves, quando acontecem, muitas vezes nem lhes damos a devida importância, visto que seus sintomas não impedem de seguir praticando as atividades.

É importante que tenhamos atenção a recuperação desse tipo de lesão também.

Alguns exemplos de lesões esportivas leves são : pequenas torções (muito comuns no tornozelo e joelhos), aparecimento de dores no ombro, algumas tendinites leves, pequenas punções nas costas ou mesmo problemas com os tendões, como o de Aquiles.

Esses são apenas alguns exemplos, pois existem uma infinidade de lesões que podem acontecer durante nossa prática esportiva.

Fique atento aos sinais do seu corpo

Por isso, estar atento ao nosso corpo é fundamental, pois quando não damos a importância correta ao acontecido, muitas dessas lesões podem se agravar cada vez mais ao passar do tempo e gerar um grande problema futuro.

Em todos os casos o recomendado é sempre treinar com o acompanhamento e supervisão capacitada, para que possa inclusive te encaminhar a um médico, se for necessário.

A recuperação depois de um exercício é essencial para nosso músculo. A reparação dos tecidos e os processos que nos fazem gerar força também estão inclusos na recuperação.

Veja dicas que te ajudarão na recuperação de uma lesão.

Descanse para recuperação de lesões

É melhor ficar dois ou três dias parado para uma recuperação de lesões efetiva do que ter que ficar obrigatoriamente de três a seis meses sem praticar atividade, não é ?!

Não deixe de seguir as indicações do profissional que te acompanha, nem pelo ritmo do trabalho, nem por não querer pausar sua vida esportiva.

Se faça sempre essa pergunta: será que vale a pena piorar uma lesão ao ponto de ter que um sacrifício que envolve muito dinheiro, dedicação e tempo no futuro simplesmente por não querer descansar na hora certa ?!

Escolha exercícios de baixa intensidade

A maioria dos profissionais recomenda começar a recuperação de lesões movendo o músculo ou zona afetada com baixa intensidade.

Escolha movimentos que não precisam de muita extensão ou extensões que forcem a área. Isso irá manter o fluxo de sangue no músculo e previne que a lesão piore durante a recuperação de lesões.

Gelo na hora! Se perceber que uma lesão física ou muscular aconteceu durante um treino, aplique gelo na hora por 10 minutos, isso pode evitar inflamações.

Não se desespere na hora de tratar da recuperação de lesões

Na maioria das vezes existe uma solução para os problemas físicos, mas a recuperação de lesões pode demorar mais tempo, se você desenvolver um estresse psicológico ou outros problemas devido ao estado de espírito.

Foque nas formas de recuperação de lesões necessárias para a sua lesão, foque na alimentação e dê tempo ao tempo para que tudo possa se normalizar de forma correta.

Consulte um médico.

Por menos que pareça a lesão, apenas um profissional pode nos dar o diagnóstico correto.

Por exemplo: o fato de uma lesão não causar dor ou incômodo não significa que a gente não deva se preocupar com elas. Não espere a lesão piorar para procurar ajuda.

Descreva da melhor maneira possível tudo o que você sente quando for se consultar com um profissional.

Escute bem as recomendações para saber exatamente o que deve e o que não deve fazer para ter uma recuperação boa.

 

Você curtiu saber mais sobre recuperação de lesões? Lembrou-se de outras dicas? Então deixe um comentário neste texto e compartilhe, com a gente e com os nossos demais leitores, a sua opinião e as suas ideias sobre o assunto!