Qualidade de vida

Por que é preciso conciliar qualidade de vida com a atividade física na sua vida?

single image

Quando é necessária uma mudança de rotina, seja pelo cansaço, acúmulo de estresse ou até o ganho de gordura corporal, parte da população busca mudar os hábitos alimentares e fazer a prática de algum esporte. É assim que surge a necessidade de conciliar a qualidade de vida com a atividade física.

Contudo, por muitos não terem um acompanhamento médico ou incentivo de terceiros, as mudanças necessárias para uma rotina saudável ficam de lado. Esse tipo de comportamento cresce cada vez mais, e para se ter uma ideia, só no ano de 2017, uma pesquisa feita pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) constatou que apenas 3 em cada 10 pessoas que estão na fase adulta praticam alguma atividade com regularidade no Brasil. Um dos grandes fatores desse baixo número é a falta de tempo, sendo 38,3% dos casos analisados.

Sendo assim, é importante entender como aliar qualidade de vida à atividade física, evitando problemas de saúde, por exemplo. Fique com a gente para saber mais sobre isso!

O que é qualidade de vida e atividade física?

Quando pensamos em lazer, ter um tempo livre, estar bem emocionalmente e mentalmente, estamos falando de qualidade de vida. Ela abrange inúmeros aspectos da nossa rotina e também em como a saúde pode ser afetada, desde o trabalho até as atividades domésticas. É importante mensurar se todas as condições estão fazendo bem para o seu corpo físico e estado espiritual.

Desse modo, a qualidade de vida serve para garantir que esteja tudo bem com você, que tudo esteja funcionando de maneira harmônica. Contudo, por rotinas de estresse e excesso de tarefas as pessoas não conseguem ter uma boa qualidade de vida, resultando em quadros de ansiedade, problemas cardiovasculares, entre outros.

Já a atividade física é qualquer ação que tire o seu corpo da inércia e utilize energia superior em relação ao repouso dele. Sendo assim, a prática de caminhada ou a realização de algum outro tipo de exercício são atividades físicas. Porém, a grande maioria da população tem uma parte relativa do dia em que permanecem em repouso, geralmente sentados em frente a uma tela de computador, aumentando as taxas de sedentarismo.

Por esse hábito, muitos acabam não optando por realizar algum esporte, pela preguiça ou costume de ficar parado. Segundo a ONU, 34,7% da população não faz nenhum tipo atividade física porque não gostam ou simplesmente não querem.

Notou como é necessário pensar em modos de juntar a qualidade de vida com a atividade física?

Como conciliar qualidade de vida com a atividade física?

Para conseguir ter um equilíbrio na rotina e um bem-estar diário, é preciso conciliar a sua qualidade de vida com a atividade física. Pode parecer besteira, mas passar algum tempo longe do telefone, buscar meditações para acalmar o ritmo e diminuir o estresse já são grandes auxílios para alcançar esses objetivos. 

Contudo, é necessário ir um pouco além para estar no ideal. Por isso, separamos 3 dicas para te ajudar nessa questão:

Prática de exercício regular

Tendo em foco conciliar a qualidade de vida com a atividade física, o mínimo é ter uma prática constante de algum exercício. Segundo a ONU, o ideal por semana é de 150 minutos de atividades aeróbicas com intensidade moderada ou, pelo menos, 75 minutos com intensidade alta ou vigorosa.

Faça o máximo para conciliar sua rotina de trabalho com a de exercícios e descubra o tempo que você pode investir, pois a prática precisa ser contínua e não somente 1 vez por semana.

Boa alimentação

Outro tópico importante para manter principalmente a qualidade de vida é a alimentação. Por ser comum não ter tempo para preparar a comida ou não ter ânimo para cozinhar muitas vezes na semana, faz parte do cotidiano de muitos realizar pedidos por delivery, ingerindo muitas substâncias processadas ou cheias de conservantes. Como consequência, a fadiga, o aumento de peso e suas derivações são observadas em quem faz esse tipo de alimentação de forma regular.

Como alternativa, você deve buscar o acompanhamento de um nutricionista, pois assim o seu cardápio será formatado para as suas condições. Para além, essa ajuda irá ser moldada diante das suas questões de tempo, então fazer o preparo das comidas poderá ser simplificado.

Dormir o tempo necessário

Por fim, uma dica muito importante a ser pensada! Virou um costume ter poucas horas de sono, com a ideia de que é possível recuperar noites mal dormidas em um final de semana, porém o metabolismo humano não consegue se adaptar às horas perdidas, então ter um sono regular é o mínimo a ser feito.

Vale ressaltar que em casos de exercícios como a hipertrofia, o sono regular é primordial para o ganho da massa magra e também para efeitos de uma reeducação alimentar eficaz, então nesse caso (como nos demais), tenha pelo menos as 8 horas de sono que são recomendadas.

Assim você estará apto para atingir as suas metas, conseguindo chegar a um equilíbrio e alcançar uma boa qualidade de vida praticando atividade física.

E você, já consegue ou está tentando alinhar a qualidade de vida com a atividade física? Conta pra gente aqui nos comentários!

Referências

Por que os brasileiros não saem de casa para fazer exercício?

Deixar um comentário

Fique tranquilo que não publicamos o seu endereço de email.

Posts relacionados