Posted in:

O dia em que a Treinus me desafiou

O dia em que a Treinus me desafiou
5 (100%) 2 votos

Hoje eu quero te contar uma história diferente dos posts que tenho colocado no blog da Treinus: a minha. Prometo que a leitura vai ser bem rapidinha e vai valer a pena. Eu tenho que confessar que no auge dos meus 27 anos, nunca fui uma pessoa muito ativa fisicamente. Por genética, nunca tive muita tendência para engordar e me acomodei com uma vida sedentária e de péssimos hábitos alimentares. Convivo no meu meio com pessoas muito ativas e sempre fiquei me perguntando o que elas viam de bom ao ficar horas correndo na rua ou praticando qualquer esporte morrendo de cansaço? E mais, sem desistir e querendo sempre melhorar o resultado!

Me arrisquei na academia algumas vezes e sempre fiquei a espera de quando eu iria sentir aquela endorfina que as pessoas tanto falam. “Praticar esporte te deixa feliz, libera uma sensação de satisfação no cérebro”. E eu sempre me perguntei: onde, gente?! Que eu nunca senti isso?!. Nunca tive essa sensação e tinha um problema de relacionar a atividade física com dor e sofrimento. “No pain no gain” tomava conta das minhas redes sociais e eu juro que ficava me perguntando por que as pessoas gostavam de sofrer.

Aliado a isso, vem a minha paixão por cozinha e por comer. Tem programa melhor na vida do que reunir as pessoas que mais gosta em casa e fazer uma refeição bem caprichada?! A comida tem um espaço muito grande na minha vida. Ela faz parte de todos os meus bons momentos e não preciso nem falar que meu cardápio era repleto de massas, arroz, fritura, sanduíches e tudo que é delícia, mas faz um mal danado a longo prazo.

Há dois meses entrei na Treinus com o desafio de estruturar a área de comunicação da empresa. Com pouco tempo de casa, comecei a ter uma visão diferente do papel do esporte na vida de uma pessoa. Comecei a me abrir para a prática que tinha certa resistência anteriormente e ainda vi como que estar inserida no meio é um complemento importante para executar o meu trabalho de forma eficaz.

Desafio Treinus

Foi então que a Treinus me desafiou a mudar os meus hábitos e ser uma pessoa mais saudável. Até mesmo para mostrar que tudo nessa vida é equilíbrio e que eu posso sim ter uma vida mais ativa, sem abandonar minhas paixões. Quem sabe até ganhar novas?! Terei 12 semanas (um macrociclo) para me preparar e completar os 18km da volta da Pampulha no início de dezembro. Eu nunca imaginei na minha vida que algum dia participar dessa prova seria uma opção.

Parceiros

Defendemos aqui com unhas e dentes que a prática esportiva deve sempre ser acompanhada de um profissional de educação física para evitar qualquer problema futuro, e até mesmo, para conseguir resultados sempre melhores. Para me acompanhar nesse Desafio, escolhemos a assessoria Teo Esportes pela excelência de atendimento e destaque na utilização da plataforma Treinus. O pessoal da Teo prontamente aceitou o nosso convite e é um parceiro chave para esse projeto.

Para registrar todas as informações do meu desenvolvimento e manter o meu treinador informado dos meus resultados via integração com a Treinus, a Polar nos encaminhou o M430.

A alimentação também é um fator crucial para a melhora no meu desempenho. Para criar uma dieta que melhor se adapte a esse objetivo, a Eunice Barros, nutricionista esportiva se juntou a nós.

Desafio lançado é hora de colocar em prática! O primeiro episódio já está liberado e vocês vão ter a oportunidade de ver como a Treinus consegue unir todos esses parceiros de forma bem completa. A gente sabe que completar 18km não é fácil e depende de diversos fatores, mas estar acompanhado de profissionais facilita bem a jornada e eu prometo dar o meu melhor!

Confira o primeiro episódio:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.