Práticas esportivas

Como a musculação pode ser uma aliada à saúde feminina?

single image

Já se foi o tempo em que as academias tinham o público masculino como maior presença. Atualmente, a musculação para mulheres é uma realidade que desafia estereótipos e preconceitos, já que a prática não é limitada à estética corporal, mas sim aos benefícios que visam a melhora da saúde e do bem-estar.

Contudo, apesar de ser uma ótima opção para aquelas que desejam ter um estilo de vida mais ativo e equilibrado, ainda existem alguns boatos que circulam na sala de musculação, que podem desincentivar as mulheres que já estão nesse meio, ou estão buscando na prática um novo estilo de vida.

Se você faz parte desse público e quer se inspirar para não desistir dos treinos, veja aqui como a musculação pode ser uma grande aliada na rotina de todas as mulheres. 

Qual a importância da musculação para mulheres? 

Diferente do que se acreditava, a prática de musculação não é destinada exclusivamente aos homens, até porque ela também traz diversos benefícios para o público feminino. A modalidade contribui para o desenvolvimento da força e resistência muscular, além de tornar o corpo mais capacitado para lidar com as demandas físicas no dia a dia. 

Ainda, a musculação é uma ferramenta eficaz para melhorar a composição corporal. O aumento da massa muscular acelera o metabolismo, o que, por sua vez, ajuda no controle do percentual de gordura. Para as mulheres, isso é importante devido às flutuações hormonais ao longo da vida, que podem impactar o peso corporal.

Também, a prática pode promover a independência e autonomia das garotas à medida que envelhecem. Manter a força muscular é fundamental para preservar a mobilidade e flexibilidade no decorrer dos anos, permitindo que continuem aproveitando uma vida mais ativa.

Qual a relação entre a musculação e saúde feminina?

A musculação é uma grande aliada na manutenção da saúde feminina. Se você deseja manter equilíbrio físico e mental, além da energia por toda a vida, ela é um caminho eficaz para atingir esses objetivos.

Um treino personalizado, de acordo com as metas pessoais, pode melhorar a força, manter um peso saudável ou simplesmente trazer mais confiança com o próprio corpo. Também, a prática pode ajudar na saúde óssea das mulheres, já que elas são mais propensas a desenvolver osteoporose

Outra relação é o impacto da modalidade na autoestima das mulheres. À medida que alcançam suas metas de força e condicionamento físico, muitas delas experimentam um aumento significativo na autoconfiança e no bem-estar emocional

Com tantos benefícios, os treinos de musculação são uma opção versátil e fácil de se encaixar na rotina, permitindo que o público feminino tenha uma vida melhor.

Quais os principais mitos da musculação para mulheres?

Como visto, existem diversas informações falsas que circulam no meio desta prática. Para combater de vez esses boatos que são propagados pela falta de conscientização sobre a modalidade, confira a seguir os 5 principais mitos da musculação para as mulheres:

1. Musculação deixa as mulheres masculinizadas

Um dos mitos mais comuns é a crença de que a musculação fará com que as mulheres fiquem excessivamente musculosas e masculinizadas, o que, na verdade, é uma concepção equivocada.

As mulheres têm uma composição genética e hormonal que as tornam menos propensas a desenvolver músculos volumosos em comparação aos homens. Para obter uma musculatura notavelmente maior, seria necessário treinos intensos e uma dieta específica, que vão além dos objetivos típicos da maioria das mulheres.

Portanto, é essencial entender que a modalidade não levará as mulheres a uma masculinização indesejada, mas sim a um corpo mais forte e saudável!

2. Só pode treinar inferiores

Outro mito é a ideia de que as mulheres só podem treinar os membros inferiores. É importante desmistificar a crença de que as mulheres não devem treinar braços e peito, pois isso pode levar a um desenvolvimento muscular inadequado. 

Na realidade, as mulheres devem se concentrar em treinar todas as áreas em vez de se limitarem a apenas alguns músculos, afinal, isso é fundamental para a força geral e a simetria do corpo. A musculação pode ser adaptada às metas individuais, sem evitar grupos musculares específicos.

3. Resultados, só com anabolizantes

A ideia de que as mulheres só podem alcançar resultados satisfatórios na musculação por meio do uso de anabolizantes é completamente falsa e perigosa. Elas têm a capacidade de conquistar objetivos significativos e saudáveis sem recorrer a essas substâncias. 

Quando praticada de forma consistente e com treinos adequados, é possível promover o fortalecimento muscular, tonificação, perda de gordura e melhora da forma física. O caminho para o sucesso na musculação para as mulheres é através  da dedicação, treinos seguros e alimentação equilibrada.

4.  A musculação para mulheres reduz a flexibilidade

A musculação, quando realizada corretamente, não prejudica a flexibilidade. Na verdade, pode até mesmo melhorá-la. 

Os exercícios de alongamento e mobilidade frequentemente fazem parte dos treinos de musculação, ajudando a manter e, em alguns casos, aprimorar a amplitude de movimento das articulações. 

Isso é especialmente benéfico para as mulheres, uma vez que uma boa flexibilidade contribui para a prevenção de lesões, o alívio do estresse muscular e a melhoria da postura.

5. Treinar pode piorar os sintomas de cólica menstrual

Esse é um mito comum, mas a realidade é que a musculação pode, na verdade, ajudar a aliviar os sintomas da cólica menstrual em muitas mulheres. 

Quando praticada de forma apropriada e moderada, o exercício promove a liberação de alguns tipos de hormônios, que atuam como analgésicos naturais, aliviando a sensação de dor e o desconforto emocional associados à cólica.

No entanto, é importante observar que a intensidade e o tipo de exercício podem variar de pessoa para pessoa. Algumas mulheres podem preferir atividades de baixo impacto, como yoga, durante o período menstrual, enquanto outras podem se sentir confortáveis com treinos mais intensos, como o HIIT. O importante é ouvir o próprio corpo e adaptar o exercício às necessidades individuais.

Mulher, comece já a treinar musculação!

A musculação se destaca por sua adaptabilidade, sendo uma ótima escolha para as mulheres que desejam integrar o exercício à sua rotina. É possível definir horários de treinos que se encaixem perfeitamente na agenda pessoal, tornando mais viável a manutenção de uma prática consistente. 

Além disso, a variedade de exercícios e abordagens disponíveis permite que cada mulher personalize seus treinos para atender a metas específicas, seja para fortalecimento, condicionamento ou simplesmente para manter a saúde em dia.

Por isso, se você quer investir no seu bem-estar e reforçar a importância de cuidar de si mesma, saiba que a musculação é ideal para você. Então, por que não começar a treinar hoje mesmo?