Práticas esportivas

O que é ciclismo Mountain Bike?

single image

Tendo sua origem em meados de 1970, o ciclismo Mountain Bike aparece na região dos Estados Unidos como uma nova prática com a bicicleta. Ela surge como uma curiosidade dos grupos de jovens que queriam ir além do ciclismo ‘convencional’ em ruas asfaltadas, então o terreno para a prática ganha mais intensidade, como as estradas de terra, trilhas em terrenos montanhosos e por assim adiante!

Se interessou pelo conteúdo? Então continue conosco para entender mais sobre a modalidade Mountain Bike!

O que é ciclismo Mountain Bike?

Tendo a consideração de ser a modalidade mais recente dentro do ciclismo, ela não possui tanta variação, tendo características comuns da convencional. Olhando para o local da prática, seu terreno possui algumas oscilações e o modelo de bicicleta não é fixo, pois são necessárias adaptações para cada tipo de solo, por exigir diferentes capacidades e técnicas.

O objetivo do ciclismo Mountain Bike é realizar os percursos com obstáculos, irregularidades e declives (descidas) em uma determinada meta de tempo. O foco é alcançar no menor tempo possível! De modo geral, o ciclista precisa percorrer um caminho e chegar antes dos outros participantes ao fim.

E, mesmo levando ‘montanha’ no nome, a modalidade Mountain Bike não é exclusiva para esse espaço. A prática pode ir também para a cidade, como as ruas com escadas, parques e até algumas trilhas.

Características do Mountain Bike

Tirando as características gerais da modalidade do ciclismo Mountain Bike, o que vai ter variação são as bicicletas e os percursos. De forma simples:

  • A bicicleta para a prática possui pneus mais largos que os de estrada;
  • Ela conta com amortecedores dianteiros e traseiros;
  • Possui 8 kg de peso (em média), pois seu material precisa ser resistente ao impacto.

Assim os atletas conseguem ter leveza e maior domínio para as provas, evitando acidentes na hora das práticas ou dos desafios. 

Agora, olhando as características das provas:

  • A pista do circuito tem de 4 a 6 km de distância;
  • A duração das provas varia entre 1h30 e 1h45;
  • Por ser caracterizada pelas irregularidades, o percurso não pode ter mais de 15% de caminho plano (reto).

Com isso, é visível que o Mountain Bike é uma prática bem intensa e necessita de esforço para cumprir os desafios propostos. As características podem sofrer alterações de acordo com as categorias, como ocorre com o Trip Trail.

Categorias do Mountain Bike

Esta modalidade é bem diversa, tendo algumas categorias dentro dela. Suas variantes são:

Trip Trail

Considerada a maratona do Mountain Bike, esta categoria é a que possui o maior percurso (e indefinido), podendo levar o ciclista de um ponto até outro, ou levar ao início que partiu. Esta prática consegue ser tão radical, que a duração para realizar os desafios são de 2 a 3 dias, onde os ciclistas percorrem estradas de ferro, trilhas e até rios!

Downhill

Nesta categoria o ciclista deve fazer um percurso em uma área com muitas irregularidades e poucas linhas retas. Normalmente, os terrenos são naturais, no qual o participante enfrenta as gaps (rampas). O atleta irá realizar manobras de salto e cair em drop (queda). Esta é uma categoria onde as provas contêm um certo risco pelo fato dos obstáculos e o longo percurso.

Em consideração do nome, o foco é descer colinas e realizar os saltos. O vencedor deste percurso também é quem realizar em menor tempo!

Freeride

Variação ‘light’ da prática do Downhill. Alguns consideram a prática recreativa ou de lazer. Seus locais para os desafios são as cidades, nos espaços conhecidos como Urban Assaults, pois são obstáculos urbanos para realizar a modalidade. Em algumas situações é comum usar troncos de árvores ou ir para terrenos naturais mais acidentados para encarar os desafios. 

Sendo considerada uma variação, ela não leva todas as características principais, pois aqui não são praticadas apenas em descidas.

Uphill

Oposta ao Downhill, o Uphill é caracterizado por ter que fazer subidas no menor tempo possível. Para conseguir realizar o percurso e os desafios, o ciclista deve ter muita resistência e força física para realizar as subidas. Nesse caso, a bicicleta precisa ser leve, tanto para auxiliar o atleta, como também para conseguir realizar o percurso com as subidas complexas.

Cross Country

Realizada em circuito fechado, esta categoria é uma mistura de trechos em asfalto, estrada e terra. Ela é considerada mais técnica, pois os ciclistas desta prática de Mountain Bike devem cumprir critérios técnicos como:

  • Número de voltas;
  • Comprimento de pista.

As distâncias das provas de Cross Country variam de 30 a 40 km. O vencedor é aquele que realizar o número de voltas que são determinadas pela organização.

Enduro de Regularidade

Outra categoria técnica do ciclismo Mountain Bike, tendo sua pontuação diferente das demais. Aqui o ganhador não é aquele que atinge o primeiro lugar, mas sim aquele que for o mais regular e chegar no tempo estipulado pela organização. A base designada é no tempo estimado levado para completar os vários trechos do percurso.

Os desafios do Enduro de Regularidade promovem aquilo que o nome diz, ou seja, a regularidade! Para acontecer, o ciclista deve ter um controle da sua performance e noção do tempo. 

O ciclista deve alcançar a marca de zero pontos nesta prática. Caso ele atrase no percurso, ele é penalizado, assim como estar adiantado também. Ela pode ser realizada de forma individual ou em duplas. Os seus trajetos são feitos em trilhas fechadas ou estradas abertas.

Vai encarar o ciclismo Mountain Bike?

Com um pouco de conhecimento e coragem você topa encarar os desafios do Mountain Bike? Com esforço, dedicação e tempo, você pode ser um ciclista profissional e participar do inúmeras modalidades. Contudo, caso seja mais contido, pode praticar o ciclismo na cidade. O importante é não ficar parado!

Gostou do conteúdo? Não esqueça de compartilhar nas redes sociais!

2 Comentários

Deixar um comentário

Fique tranquilo que não publicamos o seu endereço de email.

Posts relacionados