Práticas esportivas

9 mitos comuns sobre a natação

single image

Não podemos negar que nadar é uma prática maravilhosa, livre para todas as idades e que trabalha as capacidades físicas como um todo, por isso é considerada um esporte completo. Contudo, existem alguns mitos sobre a natação que precisam ser desmistificados para incentivar novos atletas a começarem nessa modalidade incrível.

Por acaso você já escutou algum mito sobre essa prática ou sabe quais são os mais comuns? Confira logo abaixo 9 inverdades que circulam no senso comum e no meio esportivo sobre a natação.

9 mitos sobre a natação

Infográfico com 9 mitos sobre a natação

1. Quem é obeso não pode nadar

Existe muito preconceito com pessoas que estão em sobrepeso, e praticar esporte para combater esse problema não seria diferente. Muitos acreditam que nadar não é uma opção viável para quem está acima do peso, mas saiba que isso é mentira!

A água é outra superfície e é caracterizada por ser baixo impacto, então as articulações não irão sofrer lesões como em outras práticas esportivas, logo, por evitar sobrecarga na região inferior e ainda ajudar no gasto calórico, a natação será a escolha ideal para quem é obeso.

2. Durante a prática, não é necessário beber água

Muitos acreditam que, por estar na água, não é necessário hidratar o corpo pois o atleta já está dentro dela, mas saiba que isso está longe de ser verdade! O corpo também transpira nessa superfície no decorrer das atividades, logo, uma consequência será a perda de água do organismo, então é essencial manter a hidratação para evitar problemas futuros.

3. Nadador não corre o risco de afogar

Mesmo com a técnica apurada e todo o conhecimento corporal dentro da água, ainda é possível se afogar na piscina, mesmo a chance sendo mínima. Existem ‘perigos’ no espaço em que é realizada a prática, então todo cuidado é pouco. Tome cuidado com:

  • Câimbras ou qualquer mal-estar durante os exercícios.
  • Bordas escorregadias.
  • Correr ao redor da piscina.
  • E por assim adiante.

Crianças e adultos estão sujeitos aos perigos citados, então tome cuidado, sempre esteja sob supervisão profissional e respeite os sinais que o seu corpo indica no decorrer das atividades!

4. Nadar não gera bem-estar

Uma parcela da população encara a natação como uma prática intensa e que demanda muito esforço do nadador, então não é possível relaxar com os treinos, até porque o imaginário sempre constrói esse atleta a partir de uma estética corporal malhada e que treina por horas.

Contudo, como qualquer outro esporte, a natação também irá ajudar a liberar hormônios na corrente sanguínea, sendo uma das principais a endorfina, neurotransmissor responsável pelo prazer e bem-estar. Ou seja, é possível ter boas sensações com essa modalidade!

5. Natação alarga os ombros

Um dos mitos sobre a natação que atinge diretamente as mulheres é a questão dos ombros alargados. As competições mostram o corpo feminino com regiões largas e magras, então costas e ombros ganham destaque na aparência.

Porém, vale lembrar que, ter atletas nesse nível de rendimento normalmente não é comum, até porque são anos de treinos e poucas pessoas conseguem manter o ritmo, logo, essa sensação não é verdadeira. É importante dizer que, após a fase adulta, não é possível ter alteração na estrutura óssea, então se você é mulher e tem esse receio, pode começar a nadar sem problemas!

6. Ao nadar, gripes e resfriados serão comuns

Por estar na água e a temperatura do dia variar, uma relação que alguns pensam é, se está frio e irei mergulhar, consequentemente ficarei doente. Porém, é importante lembrar que existem estúdios com piscinas climatizadas e, em casos de temperaturas muito baixas, as aulas podem ser canceladas para não ter nenhuma complicação com a saúde.

Outro ponto interessante é que a água não será contaminada, até porque o tratamento com cloro serve para eliminar vírus e bactérias que podem estar na piscina, então o risco é mínimo. Essa é uma preocupação que pode ficar de lado!

7. Mais braçadas é sinônimo de velocidade

O nadador pode dar quantas braçadas for, se a mecânica for ruim, a velocidade não será nada rápida! Existem outros fatores que devem ser levados em consideração para ganhar desempenho e velocidade, como estilo de nado e técnica apurada.

8. Natação gasta poucas calorias

Mais um dos mitos sobre a natação que costuma ser comum é que ela não gasta muitas calorias, até porque a superfície não permite ver suor ou cansaço de imediato. Mas saiba que, por abranger vários exercícios e trabalhar toda a musculatura, ela vai fazer com que gaste energia, e consequentemente, calorias.

9. Nadar não melhora o condicionamento físico

Qualquer prática esportiva feita na água vai ajudar no condicionamento, logo, a natação vai conseguir mudar aspectos corporais de forma positiva, seja a perda de gordura corporal ou a tonificação muscular, então é possível sim melhorar o físico nadando de forma regular!

Siga a correnteza!

É muito importante processar qualquer informação que chegue até nós, então todo cuidado é pouco quando chega um fato suspeito ou sem embasamento. A natação é uma prática maravilhosa e que impacta positivamente o bem-estar de milhares de pessoas, e aqui foram alguns mitos sobre a prática que circulam no meio esportivo.

Espero que tenha gostado do conteúdo!

Deixar um comentário

Fique tranquilo que não publicamos o seu endereço de email.

Posts relacionados