Alimentação

Os cuidados necessários para combater e evitar a intoxicação alimentar!

single image

Uma coisa é fato, todo cuidado com a alimentação é pouco. Vida agitada, falta de tempo para o lazer e muitas preocupações na cabeça, preparar a comida nem sempre é uma prioridade na rotina das pessoas. Em adição, não estar atento às embalagens dos produtos adquiridos é um dos problemas da vida moderna que também pode acarretar a intoxicação alimentar.

Alimentos contaminados, mal cozidos ou fora do prazo de validade… existem orientações, cuidados e boas práticas de higiene que ficam de lado no cotidiano de grande parte da população. Como impacto, problemas, como a famosa intoxicação alimentar, surgem, portanto, é necessário compreender as causas e quais os cuidados necessários para manter a saúde em dia!

O que é intoxicação alimentar?

A intoxicação alimentar é um problema de saúde pública que começa antes da ingestão da comida, mas que manifesta os sintomas após estar no organismo. Ela ocorre ao consumir água ou alimentos contaminados por vírus e bactérias, mas também pode ser consequência da presença de fungos ou componentes tóxicos presentes em vegetais, por exemplo.

Existem certas origens e consequências da intoxicação alimentar, e você confere os meios de contaminação mais comuns logo abaixo:

  • Manuseio e preparo dos alimentos sem a devida higienização.
  • Conservação ou armazenamento em ambientes inadequados.
  • Consumo de produtos fora da validade.
  • Alimentos mal cozidos.

Quais os sintomas da intoxicação alimentar?

Ao ingerir qualquer alimento nas condições que foram descritas acima, é possível que você tenha intoxicação alimentar. Nesses casos, sensações desagradáveis de mal-estar, náuseas e dor de barriga podem indicar que você esteja com infecção por ingerir alimentos mal preparados.

Existem muitos sintomas que vão te ajudar a identificar a intoxicação alimentar. Abaixo, você confere quais são. E caso apresente as suspeitas a seguir, busque o auxílio de um médico para que o problema possa ser tratado!

  • Desidratação.
  • Cansaço extremo.
  • Diarreia.
  • Fraqueza.
  • Vômitos.
  • Dor de cabeça.
  • Entre outros.

Em casos mais severos, boca seca, sede excessiva e tonturas são sintomas manifestados. Novamente, caso apresente os sintomas, o apoio de um médico gastroenterologista será o ideal para tratar a intoxicação alimentar!

O que causa intoxicação alimentar?

Como dito, a intoxicação alimentar é causada por toxinas de microrganismos presentes nos alimentos. Sejam fungos, bactérias ou vírus, existem certos agentes que irão desencadear a infecção dependendo da origem ou condição do alimento.

A seguir, você confere 4 agentes que causam intoxicação alimentar, tempo de reação e quais os alimentos que são afetados pela contaminação.

1. Clostridium botulinum

Bactéria patogênica, a Clostridium botulinum é responsável pelo botulismo, intoxicação alimentar grave que, em casos severos, leva à morte.

Alimentos sujeitos à contaminação: enlatados, defumados ou em conserva.

Início dos sintomas: entre 8 e 20 horas após ingestão.

2. Escherichia coli

A Escherichia coli é uma das principais bactérias que contaminam os seres humanos. Ela está presente em alimentos com resíduos fecais.

Alimentos sujeitos à contaminação: carne de porco e boi com resíduos fecais, contaminação cruzada (de um alimento para o outro), leite não pasteurizado e água não filtrada (de consumo diário, piscina e outras fontes).  

Início dos sintomas: entre 6 e 36 horas após ingestão.

3. Salmonella

Outra bactéria comum, é bem provável que, entre os agentes da lista, você conheça a Salmonella. Ela é um tipo de microrganismo que está presente em alimentos por contaminação cruzada ou pelo contato do mesmo com fezes de animais infectados.

Alimentos sujeitos à contaminação: de origem animal, carnes, ovos e leite. De origem vegetal, frutas, verduras e legumes.

Início dos sintomas: entre 6 e 77 horas após ingestão.

4. Staphylococcus aureus

Por fim, a Staphylococcus aureus está presente em alguns adultos e pode ser encontrada no nariz ou na pele. Ela é transmitida de pessoa a pessoa por contato direto, e pode causar desde infecções simples até doenças como meningite ou pneumonia.

Alimentos sujeitos à contaminação: leite, ovos, peixes e carnes processadas.

Início dos sintomas: entre 2 e 8 horas após ingestão.

Existe tratamento para intoxicação alimentar?

Sim, é possível buscar tratamento para combater a intoxicação alimentar! Em todos os casos, ter uma alimentação leve e balanceada já ajuda a melhorar o organismo e a recuperar a saúde. Também é importante realizar a reposição de líquidos perdidos pela desidratação, ou seja, beber muita água e sucos naturais são essenciais para uma boa recuperação.

O consumo de alimentos probióticos também é indicado, pois eles ajudam a recuperar a microbiota bacteriana, o que, consequentemente, ajuda no fortalecimento do sistema imunológico. Outra alternativa que pode auxiliar na recuperação é fazer soro caseiro para hidratar o corpo, pois em conjunto com a ingestão de líquidos, é possível eliminar as toxinas pela urina.

Por fim, em casos mais graves, o auxílio de um médico é imprescindível, sendo assim, caso os sintomas persistirem, busque o hospital mais próximo para receber os cuidados necessários!

Como evitar a intoxicação alimentar?

Existem muitos cuidados que você pode tomar para evitar a intoxicação alimentar. Se prevenir é a melhor forma, principalmente por questões de saneamento básico. Nesse caso, é importante ingerir apenas e somente água filtrada, lavar a mão antes e depois de usar o banheiro, lavar e cozinhar bem os alimentos, além de evitar condimentos, enlatados e produtos fora da validade.

Em adição, também é possível:

  • Embalar adequadamente os alimentos antes de armazená-los, seja no armário, freezer ou geladeira.
  • Evitar a ingestão de alimentos crus e mal passados (carnes, em específico).
  • Lavar os utensílios de cozinha antes de utilizá-los nas refeições, seja no preparo ou na hora de comer.
  • Não ingerir alimentos em conserva com embalagens estufadas ou amassadas.
  • De forma alguma, comer produtos que estejam com cor, sabor ou aroma alterados.

Cuide de si e tenha consciência ao preparar e comer todas as refeições!

Referência

INTOXICAÇÃO ALIMENTAR

Posts relacionados

Carregue Mais