Transpire | Blog Treinus

Dicas sobre treinamento esportivo, saúde, qualidade de vida e muito mais

Inadimplência no grupo de corrida

Seu grupo de corrida tem muitos participantes inadimplentes? O momento de cobrança é sempre um processo chato?  Existem estratégias efetivas que ajudam a não tornar a cobrança um pesadelo.

Seja em um grupo de corrida, em uma academia, ou em qualquer tipo de empresa ou prestador de serviço as relações que estabelecemos com nossos clientes estão muito influenciadas pela hora de receber os pagamentos em dia e de forma correta após o envio das faturas. A clareza com que apresentamos as condições de pagamento e suas  penalidades, a comunicação direta, cordial e oportuna, a flexibilidade e principalmente os benefícios para quem paga dentro do prazo são algumas das peças chaves para que a cobrança não se torne um grande pesadelo, nem termine atrapalhando o andamento da empresa.

É preciso uma certa precaução, atenção, comprometimento e criatividade para conseguir sanar a questão. A inadimplência é uma das maiores barreiras enfrentadas pelos gestores e profissionais de empresas e prestadores de serviço, por isso, com os grupos de corrida não seria diferente.

Em meio a uma recessão existem algumas estratégias que podem contribuir para que os clientes pagam suas faturas em tempo e isso acaba evitando que as empresas acumulem um volume muito grande de cobranças sem serem efetivadas. Antes que a situação chegou num nível extremo e precise de ações drásticas para que a cobrança seja feita.

Busque o tom correto para falar de maneira firme com os clientes quando eles passarem do prazo de pagamento.

O recomendável é que seja enviado um e-mail, no mesmo dia do vencimento para que se lembrem do pagamento. É fundamental que o conteúdo da mensagem seja no tom de conversa, educado e direto, mas sem recorrer aos termos jurídicos e afirmações gerais. Vale ressaltar a importância da maneira de se dirigir ao cliente nessa carta: o discurso não deve ser muito rígido, mas também não tão sutil a ponto de não parecer uma cobrança. Deixe clara a importância do pagamento imediato e assim você estará evitando ter que recorrer a outras instâncias, que são pouco convenientes para qualquer uma das partes envolvidas.

Negocie as condições de pagamento. Recorra primeiro sempre ao contato direto com os corredores inadimplentes e em ultima a agências de cobranças. É importante estar em contato com os clientes e entender com eles o motivo do não pagamento da cobrança. Isso garante que você não seja injusto, principalmente com clientes que sempre pagaram em dia e que por algum motivo possam estar passando por condições extraordinárias. Imprevistos podem e devem ser entendidos, inclusive para propor uma nova forma de pagamento assim que ele supere essa crise. Isso garante que a relação com o corredor continue sendo positiva.

Desenvolva um sistema de pagamento que esteja baseado em recompensas e castigos. Isso irá  motivar com que os clientes paguem em dia. Essa ação consiste em dar descontos ao que pagam antes do esperado e do outro impõe penalidades aos corredores que paguem depois do prazo.

Oferecer os descontos pode ser uma grande saída, visto que existem pessoas que não perdem nenhuma oportunidade de juntar algum dinheiro e se veriam motivadas a pagar o mais rápido possível. Já o contraponto, às penalidades, deve ser algo bem estabelecido no contrato assinado entre as duas partes.

Outra questão importante dessa estratégia é que quando o cliente perceber que a fatura aumenta a cada dia de atraso ela acabe tendo uma maior motivação para pagar o quanto antes. É muito importante ter atenção e cuidado de não surpreender o cliente com penalidades que ele não tenha conhecimento. A saída é ser muito claro nas condições de pagamento desde o princípio.

__

É aquela velha história: mais vale qualidade do que quantidade. É melhor contar com bons clientes, que cumprem suas condições de pagamento, do que ter uma quantidade gigantesca de corredores inadimplentes em seu grupo de corrida.

Comunicação Treinus Sobre o autor: Comunicação Treinus