Qualidade de vida

Afinal, a homeopatia funciona?

single image

Existem algumas formas para combater doenças, e graças à evolução da ciência, é possível investir em medicamentos e tratamentos eficazes. Desde uma simples gripe até problemas mais severos, a saúde pode ser controlada para manter o bem-estar com o auxílio de remédios. E, com o passar dos anos, uma nova forma que visa tratar o paciente como um todo cresceu. Conhecida como homeopatia, a prática está presente dentro da medicina para ajudar em diversas formas!

O que é homeopatia?

Se você está gripado ou com garganta inflamada, normalmente, o recomendado é algum medicamento antigripal. Tal forma de tratamento é conhecida como alopatia, pois ela é o sistema de medicação adotado pela medicina tradicional. As substâncias utilizadas irão produzir efeitos contrários aos sintomas causados pela doença, por isso o prefixo “anti”, que indica oposição ao problema a ser tratado.

Agora, quando o foco é a homeopatia, ela será um meio para a cura do organismo, dessa forma, entende-se como um tratamento terapêutico, mas que deve ser recomendado apenas por um profissional qualificado (médico homeopático, por exemplo). Ou seja, essa prática tem foco exclusivo no paciente e não na doença em si, e, como impacto, o tratamento não é tão agressivo quanto a alopatia.

Por ser um método de tratamento diferente, é considerado como prevenção complementar, pois auxilia nos diversos procedimentos que já estão sendo controlados pela alopatia, sendo assim, não se deve substituir um tratamento pelo outro.

A homeopatia é produzida por farmácias especializadas, dessa forma, é possível adquirir em lojas de medicamentos controlados, pois cada produção deve ser feita de acordo com as necessidades pessoais do indivíduo. Por esse motivo o remédio deve ser prescrito por um profissional!

Para que serve o tratamento homeopático?

Por ser um meio terapêutico que visa cuidar da saúde do organismo como um todo, o tratamento homeopático serve para ajudar a restabelecer a saúde física, emocional e mental da pessoa, sem o uso de drogas químicas comuns para os diversos problemas que existem na sociedade. 

Se você está cuidando de problemas como asma, ansiedade e outras doenças existentes, realizar o tratamento homeopático pode ser benéfico, pois além de atuar no problema, ajuda em fatores psicossociais que melhoram a relação pessoal com os espaços que ocupa.

O tratamento homeopático é reconhecido como forma de tratamento e a OMS libera o uso da homeopatia para quase todas as doenças. As únicas ressalvas são para problemas graves como câncer, AIDS, malária e outros problemas mais urgentes, pois nesses casos, o tratamento clínico deve ser preferencial para combater ou amenizar a enfermidade.

Tipos de doenças tratadas

Você deve estar pensando quais doenças podem ser bem-vindas ao tratamento homeopático, pois é comum gerar dúvidas sobre o assunto. Pois saiba que as únicas restrições são as que foram listadas acima, logo, desde bebê até idosos, é possível usar a homeopatia para as diversas doenças presentes no mundo. Para conhecer mais a fundo os problemas tratados, é só conferir a lista a seguir:

  • Gripes e infecções.
  • Problemas psicológicos como ansiedade e depressão.
  • Transtornos alimentares.
  • Problemas de peso.
  • Rinite, sinusite e demais problemas respiratórios.

Sempre é importante reforçar que os medicamentos não fazem milagres, logo, ao conciliar o tratamento homeopático com a sua rotina, reveja hábitos para que a qualidade de vida seja otimizada e o problema amenizado. Isso vale para alimentação, adequação ideal dos remédios e controles de situações do cotidiano.

O que são os remédios homeopáticos?

Por serem opções controladas, muitos desejam ter uma imagem dos remédios homeopáticos, uma vez que são diferentes do convencional. O medicamento é fabricado através das substâncias extraídas dos reinos vegetal, mineral e animal, sendo manipulados em quantidades suficientes para tratar o problema em questão, dessa forma, é possível ter menos impactos negativos ao corpo e não apresentar efeitos colaterais.

O medicamento é diluído em água, álcool ou glicerina. O solvente formado é agitado ou dinamizado antes do uso, logo, ele será em gotas ou em bolinhas de sacarose, dificilmente será em cápsulas de comprimidos.

Diz-se que o efeito é rápido e quase imediato, então o alívio dos sintomas do problema tratado é um grande destaque. Em adição, por ser controlado e os remédios não terem efeitos agressivos ao corpo pela composição, o valor costuma ser menor em comparação aos medicamentos alopáticos.

Quando devo procurar um médico homeopata?

Se estamos tratando a homeopatia como um modo terapêutico que auxilia o tratamento clínico convencional, a busca por um médico homeopata deve ocorrer com a necessidade pessoal de amenizar os sintomas da doença ou até em “agilizar” o processo de cura da doença.

Sendo assim, se você tem alguma queixa e apresenta problemas comuns e que foram apresentados nos tópicos anteriores, é possível ir a um especialista e ver as melhores opções para te auxiliar no processo. Mas saiba que isso vai de acordo com a sua necessidade!

Como é feita a consulta homeopática?

Por ser um tratamento não convencional e ainda terapêutico, é comum associar a prescrição com psicólogos e semelhantes, porém, quem deve realizar o diagnóstico é um médico homeopata especializado na área.

A consulta é feita de modo semelhante a um atendimento médico normal, assim, terá avaliação e até exames para chegar a um diagnóstico e prescrever os remédios específicos para o problema. Além disso, por se tratar de um procedimento que visa a cura do organismo, o profissional vai analisar os sintomas que mais afetam o seu cotidiano para que o bem-estar melhore rapidamente.

Tempo do tratamento homeopático

O tempo de tratamento homeopático vai depender do tipo de doença a ser tratada, desse modo, não é possível estipular de modo generalizado. Como o medicamento varia de acordo com o grau da doença e também do estado do paciente, tudo irá depender da aceitação e adaptação do organismo com o remédio prescrito.

O que anula o efeito do tratamento homeopático?

Toda e qualquer alteração feita na prescrição do médico homeopata pode gerar problemas com o medicamento, sendo assim, se deseja eficácia e quer evitar que os efeitos do tratamento sejam anulados, fique de olho nas dicas a seguir:

  • Não faça substituições de medicamentos indicados por terceiros.
  • Não mude a dosagem e nem sugestão de uso por conta própria.
  • Não utilize medicação homeopática sem orientação médica.
  • Não suspenda o uso alopático por estar em tratamento homeopático.

Afinal, a homeopatia funciona?

Depois de todas as explicações para entender a homeopatia, fica a grande dúvida: ela realmente funciona?

Bom, existem profissionais que apoiam o uso e dizem ver efeitos, porém, não há evidência confiável a partir de pesquisas que justifiquem o uso para tratar os problemas que ela promete ajudar a combater. Sendo assim, o que pode inferir a partir disso é que homeopatia possui efeito placebo, ou seja, se trata mais de um efeito psicológico do que uma ação eficaz do remédio.

Tal afirmação é que justifica a não utilização da homeopatia em doenças graves ou crônicas, pois a saúde pode estar em risco. E mesmo sem a comprovação, nada estimula o uso inadequado ou sem orientação médica, então siga os protocolos corretos e use esse tipo de tratamento se for o meio ideal que está buscando para você.

Espero que tenha gostado do conteúdo!

Referências

Homeopatia

Homeopatia: o que é, para que serve e como funciona

O que é Homeopatia e para que serve? como funciona, princípios e medicamentos

Posts relacionados

Carregue Mais