Alimentação

Como funciona a dieta cetogênica, o que comer e quais as precauções com essa alimentação?

single image

O carboidrato sempre é visto como o vilão da alimentação, então, quando possível, grande parte das pessoas que desejam perder peso buscam por soluções para cortar o carboidrato das refeições. É com essa vontade que a dieta cetogênica ganha cada vez mais espaço na rotina popular.

Por acaso já escutou falar sobre esse tipo de alimentação, como funciona e quais são os alimentos permitidos? Então venha descobrir um pouco mais sobre a dieta cetogênica e entender o porquê do seu crescimento!

O que é a dieta cetogênica?

Os carboidratos são uma rica fonte de energia para as pessoas, pois ao ingerir alimentos desse grupo, eles são transformados em glicose (substrato principal de energia) e viram combustível para o seu organismo. Contudo, já parou para pensar que é possível ter outra base de energia para o seu corpo?

Essa é a proposta da dieta cetogênica, pois nela, há uma redução drástica de carboidratos e a maior fonte de energia advém da gordura, ou seja, há um aumento desses alimentos para suprir as necessidades de quem segue esse tipo de cardápio.

Para perceber o quão rico em gordura essa dieta é, a alimentação de uma pessoa durante esse período chega em até 90% desse grupo de alimentos, enquanto os outros 10% são carboidratos. Ou seja, é uma queda considerável e que impacta em diversos níveis a rotina de quem está com esse tipo de cardápio!

Desse modo, é importante conhecer um pouco mais sobre a estrutura dessa alimentação e como os efeitos irão agir no seu corpo, afinal, a dieta cetogênica muda completamente as refeições do seu dia a dia.

Liberando energia para o corpo

Você deve estar pensando, como é possível ter energia para o dia com essa alimentação?

É simples: o organismo vai pegar essa fonte de energia da gordura da dieta ou da gordura estocada no corpo. É por isso que há uma queda relevante do peso para algumas pessoas, pois a reserva de energia será utilizada para manter o corpo ativo.

E para ser eficaz e manter o organismo funcionando, a gordura irá para o fígado, onde será degradada em corpos cetônicos, ou seja, aqui você já deve ter uma ideia do porquê da dieta ser chamada de dieta cetogênica! Com essa alimentação, o corpo fica em estado de cetogênese.

Outro ponto interessante é que a dieta cetogênica auxilia nos níveis de liberação da grelina, hormônio responsável pelo apetite. Desse modo, é possível ter uma redução considerável da fome, pois o corpo está se adaptando às necessidades em relação à alimentação. 

Alimentos permitidos na dieta cetogênica

Agora que você já entendeu como funciona essa alimentação, deve estar curiosa(o) para saber quais alimentos são permitidos. Nesse caso, derivados do leite, carnes e frutas ricas em gordura e água são permitidos. Você pode ter no seu cardápio:

  1. Azeite.
  2. Manteiga.
  3. Frutas como abacate e coco (são ricas em gordura).
  4. Frutas como morango e maçã (são ricas em água).
  5. Todos os tipos de castanhas.
  6. Peixes, aves e carne vermelha.
  7. Água, café e chá (sem açúcar).
  8. Verduras.
  9. Iogurte.
  10. Queijos.

Ou seja, a lista de alimentos é bem reduzida para conseguir ter os devidos efeitos dessa dieta. Coloque na balança a necessidade, pois não há muita variação no cardápio.

Alimentos proibidos na dieta cetogênica

Também é importante prestar atenção em alguns alimentos que não devem estar no seu cardápio com a dieta cetogênica. Como dito, os carboidratos terão uma redução drástica, então nada de açúcar ou adoçante nas próximas semanas!

O que está proibido na alimentação:

  1. Carboidratos em geral.
  2. Massas.
  3. Biscoitos e bolachas.
  4. Bolos.
  5. Pães.
  6. Frutas com banana (é rica em carboidratos).
  7. Sucos
  8. Doces em geral.
  9. Bebidas alcoólicas.

Ou seja, a dieta é muito restritiva e precisa deixar de lado muitas opções que podem estar no seu cotidiano. Para além, ela deixa macro e micronutrientes de lado, pois alguns vegetais como milho e tubérculos como batata são removidos.

Todos podem fazer dieta cetogênica?

Como tudo na vida, existem certas restrições para a dieta cetogênica. Esse tipo de alimentação não pode ser feito por crianças, grávidas, mulheres em fase de amamentação e idosos. Se apresentar hipertensão e diabetes também precisa tomar cuidado, pois pode ser necessário uma pequena mudança na dose do remédio. É por isso que o acompanhamento profissional é essencial!

Outras condições de saúde também precisam do devido cuidado, então se tiver doenças hepáticas ou renais, essa opção pode não ser bem-vinda, pois pode haver sobrecarga dos rins ou do fígado. Cardíacos também precisam de atenção redobrada pelo aumento das taxas de gordura na alimentação, então não deve ser feita por muito tempo!

Precauções e cuidados

A dieta cetogênica é uma alimentação restritiva, ou seja, ela não é feita por um longo período. O indicado é até 3 semanas com o devido acompanhamento de um(a) nutricionista. Isso é extremamente necessário porque o cardápio alimentício passa por uma série de adaptações, então para não ter carência de nutrientes e ter o conhecimento se essa dieta é positiva para a sua situação, não esqueça de passar por um(a) profissional qualificado!

Como começar com a dieta cetogênica?

É necessário avaliar o seu dia a dia, as condições de saúde para adaptar a alimentação e a rotina como um todo. Pessoas que operam equipamentos, andam no sol ou até dirigem como profissão precisam de uma atenção maior, pois cansaço, fadiga e mau humor podem ser alguns efeitos para aqueles que estão começando com essa alimentação.

E por não passar de 1 mês nesse estilo de dieta, é importante ter em mente que você precisa aprender a se alimentar bem, então não adianta passar pela dieta cetogênica e posteriormente voltar com hábitos não saudáveis na rotina. Os resultados são perdidos e pode ocorrer o famoso efeito rebote.

Vale lembrar que a queda dos carboidratos no corpo pode resultar em falta de disposição, energia, concentração e até náuseas, por isso ela não deve em hipótese alguma ser feita sem a devida orientação. Caso deseje bons resultados, escolha pela reeducação alimentar em conjunto com a prática regular de atividade física!

Espero que tenham gostado do conteúdo!

E para artigos semelhantes, não se esqueça de assinar a nossa newsletter!


Deixar um comentário

Fique tranquilo que não publicamos o seu endereço de email.

Posts relacionados