Práticas esportivas

Confira o dicionário do nadador e fique por dentro das palavras que todo atleta de natação precisa conhecer!

single image

Palavras específicas, siglas, abreviações e até gírias fazem parte do universo de um atleta, seja ele de corrida, ciclismo e afins. Isso não seria diferente para um profissional da natação! Confira aqui o dicionário do nadador e mergulhe no conhecimento desse esporte.

Dicionário do Nadador:

A

A Cada: intervalo fechado. Por exemplo: 10×50 a cada 1min, o atleta terá 1 minuto para cumprir os 50 metros e descansar, se ele chegou para 40s descansa 20s e assim por diante.

A1, A2, A3: Intensidades de nado dentro do treino. 

  • A1 = 60% do esforço máximo. 
  • A2 = 70% a 80% do esforço máximo. 
  • A3 = 90% do esforço máximo.

Águas abertas: qualquer competição realizada em lagos, rios, oceanos, ou canais. A exceção são as provas de 10 km.

Aquecimento: primeira série (ou série inicial) para começar os treinos. A técnica serve para ajudar o atleta a nadar de modo relaxado.

B

Balão: termo utilizado quando um nadador ultrapassa outro atleta da mesma série, ou seja, ela da uma volta em cima do outro.

Baliza (ou Bloco): plataforma lisa e reta que o nadador utiliza para realizar os saltos na piscina. Ressalva que a baliza é de uso obrigatório nas competições!

Borboleta: estilo de nado que surgiu como evolução do nado de peito. Esse é um tipo de nado que se assemelha ao estilo do nado golfinho, tendo como característica que os braços e as pernas se movem de forma simultânea. 

Braçada: técnica responsável pelo deslocamento do atleta no ambiente que pratica – a água. A braçada é o fundamento principal do nadador (ainda mais em caso de competição como o triathlon), sendo responsável por aproximadamente 70% de propulsão em alguns nados.

Braço: uma série onde utiliza apenas os braços. è usado em conjunto o palmar e o pullboy (flutuador).

C

Costas: estilo de nado realizado em decúbito dorsal (de barriga para cima). É comum sua prática em aquecimentos ou em séries mais fortes para alguns nadadores. 

Crawl (ou Livre): estilo de nado, considerado como técnica iniciante para qualquer nadador, pois é comum ser o primeiro nado a ser aprendido. Ele é conhecido como o mais veloz dos nados.

D

De cima/ De baixo: série com (ou sem) saída do bloco.

Duplo (ou Dobra): treinos realizados em dois períodos em um mesmo dia. Na natação, existe o treino principal e o duplo, com variação de horário e séries com objetivos diferentes. 

E

Educativo: exercícios realizados dentro d’água que buscam melhorar as técnicas da natação.

Estilo: maneira que o atleta nadador reproduz um nado. Por exemplo: realizar um nado crawl com um estilo mais veloz ou ‘encaixado’.

F

Fazer lado: expressão utilizado quando existem apenas 2 nadadores na raia. Neste caso, os atletas ‘fazem de lado’’, ou seja, um na esquerda e outra na direita.

Fundista: nadadores de longa distância, de 400 a 1500 metros.

Filipina: sequência ou sequências de movimentos que serão realizados no início de cada distância da modalidade do nado submerso, executado apenas no nado de peito.

Flutuador (ou Pullboy): acessório utilizado nas séries em que o nadador exercita somente a braçada. Também pode ser usado entre as pernas para dar uma maior flutuação ao atleta.

M

Maratonas Aquáticas: qualquer evento de competição em águas abertas na distância de 10 km.

Média (ou Ritmo): geralmente é seu pace médio em 100m. Por exemplo: “nadei 1000 metros para uma média de 1min 35s a cada 100 metros”.

Medley: uma das modalidades da natação. No caso em específico, ela reúne os quatro estilos de nado do esporte: borboleta, costas, peitos e crawl.

Meio Fundista: nadadores que realizam a distância de 200 a 400 metros.

Melhorar a técnica:  expressão utilizada quando é necessário realizar treinamento de educativos com o intuito de melhorar a técnica do nado.

Melhorar os fundamentos de uma prova: expressão utilizada quando é necessário melhorar a saído do bloco, o nado submerso e as viradas na borda.

N

Nadar Bloqueado: expressão utilizado quando o nadador bloqueia a respiração durante a prova, inalando ar na quantidade mínima necessária. O hábito é comum em provas de 50 -100 metros.

Nadar Progressivo: expressão utilizado quando o atleta nada uma prova ou série com um tempo progressivo.

Negativo: quando em um esforço o nadador faz a segunda metade mais forte ou igual a primeira. Por exemplo: em 200 metros nadei os primeiros 100 para 1’30’’ e a segunda metade para 1’20”.

P

Palmar: acessório utilizado nas mãos que aumentam a superfície de contato para gerar mais resistência.

Paraquedas: acessório que causa uma resistência, utilizado para treinos de força (e de resistência).

Passagem: tempo feito na metade de um intervalo ou prova (é pré-determinado). Por exemplo: em uma prova de 200 metros, realizar passagens quando atingir 50 metros.

Pé de pato (Nadadeira): acessório utilizado nos pés que aumentam a superfície de contato e geram mais resistência.

Peito: estilo de nado que exige muita técnica e coordenação do nadador.

Pernada:  técnica responsável pelo deslocamento do atleta no ambiente que pratica – a água. A pernada adequada ajuda na propulsão e alinhamento do nado, tendo como consequência o aumento da velocidade.

Prancha: acessório utilizado para o treinamento de pernas (apenas nesse caso). Ela permite a flutuação do corpo. 

Puxão na perna: cãibra em alguma parte do corpo.

Q

Queimar: quando o atleta mexe seu corpo no bloco ou pula antes do apito da largada.

R

Rodado: treino longo, sem intervalos e com intensidade baixa.

Rodar na raia: sistema de rodízio que é feito quando há, pelo menos, 3 nadadores. Assim, eles irão ‘rodar’ a cada volta, criando um tráfego dentro da raia. Se um começa pela direita, o tráfego do próximo é feito no sentido contrário. Isso faz com que evite choques ou pancadas entre os nadadores.

S

Solto: Intensidade baixa ou regenerativo. Geralmente vem depois de séries fortes para recuperação muscular.

Submerso: estilo de nado que acontece após a largada ou em cada virada durante uma competição (também pode ser durante o treino). O atleta precisa manter seu corpo embaixo d’água para executar os movimentos de acordo com cada estilo. 

T

Tiro: Um esforço acima da velocidade normal, dentro de uma série ou isolado.

Travar: Essa sensação vem com o acúmulo de lactato nos músculos durante ou depois de uma série forte . 

V

Velocidade: Estímulo curto em intensidade máxima.

Velocista: Nadadores de curta distância de 50 a 100 metros.

Y

Yeldem: Medley ao contrário. Nos treinos de natação, existem séries onde a ordem é contrário ao medley, sendo a sequência: crawl, peitos, costas e borboleta.

Um pouco de conhecimento sempre é bem vindo!

Aqui foram algumas palavras, expressões e exemplos do universo da Natação. Um dicionário do nadador abrange inúmeras palavras, indo desde para o principiante até para os atletas profissionais. Contudo, para fazer um conteúdo mais simples e de fácil acesso, optamos por colocar apenas algumas palavras por letra!

Esperamos que tenha gostado do conteúdo. E não esqueça de compartilhar nas redes sociais!

Deixar um comentário

Fique tranquilo que não publicamos o seu endereço de email.

Posts relacionados