Qualidade de vida

7 dicas para sair do sedentarismo hoje

single image

O sedentarismo é um modo de levar a vida em repouso, sendo caracterizado pelo corpo não gastar a energia suficiente em um dia, podendo resultar no acúmulo dela, o que será transformado em gordura. Esse estilo de vida pode gerar algumas doenças, como doenças cardiovasculares e a obesidade, sendo assim, algumas dicas para sair do sedentarismo são bem-vindas para mudar essa rotina parada.

Ter uma vida e um organismo mais ativos geram alguns impactos, como é o caso de uma imunidade mais eficaz e inserção da prática de exercícios de forma regular no cotidiano, pois a sua ausência também leva ao sedentarismo, já que o corpo não gasta as calorias diárias necessárias.

Se interessou pelo assunto? Então fique aqui para saber 7 dicas para sair do sedentarismo!

7 dicas para sair do sedentarismo

Para ter qualidade de vida e saúde algumas dicas são bem-vindas para sair do sedentarismo. Seguem 7 conselhos:

1. Consulte um médico

É necessário, para a sua segurança e saúde, ver as condições em que o seu corpo está, por isso, o ideal é consultar um médico para sanar suas dúvidas e ter um direcionamento para os exercícios, duração e demais consultas, como o acompanhamento de um nutricionista.

Se você vive em uma rotina parada, querer mudar esse hábito já é o primeiro passo, porém não saia adaptando ou buscando soluções milagrosas na internet. É essencial que algum profissional da saúde esteja te acompanhando para evitar problemas.

E o mesmo vale ao executar exercícios! Então tenha um treinador ao seu lado para averiguar intensidade, duração e execução, pois assim também evitará lesões.

2. Tenha uma alimentação saudável.

Muito do que se relaciona com o sedentarismo é o consumo de comida processada em excesso, o que ocasiona no ganho de gordura corporal, sendo assim, para mudar os hábitos é preciso repensar a alimentação.

Consulte um nutricionista para analisar o seu caso e quais as opções viáveis para o seu cardápio. De nada adianta querer adaptar sozinho as suas refeições, pois o que ocorre de forma generalizada é reduzir o que come, achando que será benéfico. Contudo o consumo de altas calorias geralmente ocorre com comidas processadas, o que difere de uma alimentação com proteínas, vegetais e carboidratos na medida.

Esses são alguns pontos para se ter um bom acompanhamento, então não tenha medo de investir em uma consulta com esse profissional.

3. Beba água

Outro fator importante é ter o consumo de água equilibrado. O corpo funciona bem com bastante água, então ingira o recomendado e não fique sem.

O consumo é essencial, pois o corpo pede por hidratação, além da água ser responsável por melhorar as células do corpo e trazer alguns benefícios como:

  • Diminuição do inchaço
  • Melhora na circulação sanguínea
  • Não deixar a pele ressecada
  • Regular a temperatura corporal.

4. Estabeleça metas alcançáveis

Feito o check up, você pode começar a estabelecer suas metas, tendo em mente que será necessário começar ao poucos. Para isso, defina algo que seja um desafio, mas que consiga cumprir, não tente colocar uma meta de correr 15 km com 2 meses de treino. É necessário paciência, então seja realista consigo.

Isso serve também para você ter um estímulo, então quando estiver perto de cumprir a meta o seu empenho ainda estará presente, o que será diferente caso estabeleça algo que seja quase impossível, pois pode gerar desânimo ao longo dos treinos.

Então não pense em exageros, comece devagar e acostume o seu corpo com a prática.

5. Invista em algo que goste

Para ter prazer nas atividades é necessário saber em qual esporte focar. Caso goste de práticas ao ar livre, não invista em academias, faça corrida de rua, caminhada ou até ciclismo. O foco é encontrar, através de um hobbie, algo que consiga te trazer qualidade de vida.

Isso também ajuda a progredir no esporte. Você não irá perceber o tempo passar durante a sua rotina, o que auxilia a manter o ânimo nos treinos.

6. Evite excesso

Sair do sedentarismo pode ser algo complicado para alguns, mas buscar por mecanismos para o evitar já é um avanço. Contudo algumas pessoas acham que fazer atividade em excesso vai gerar benefício a curto prazo, o que pode não ser uma realidade.

Por seu corpo não estar acostumado com exercícios, fazê-los em alta intensidade gera fadiga e cansaço em pouco tempo, então é necessário condicionar seu corpo com os estímulos para depois aumentar a carga. Dê tempo ao tempo e vá no seu ritmo, sempre respeitando seu corpo!

7. Tenha rotina

Por fim, uma dica para sair do sedentarismo é criar uma rotina com os seus exercícios, assim você terá na sua agenda um espaço dedicado para as atividades.

Como muitos não dispõem de tempo, seguir a recomendação da OMS de 150 minutos de atividades físicas semanais com intensidade moderada já é algo, então parando para analisar a semana, se exercitar de segunda a sexta por 30 minutos já é uma saída.

O importante é tornar um hábito e se organizar para não perder um dia de prática!

Saia da inércia para o movimento!

Agora é só sair do sofá, colocar uma roupa adequada e praticar seus exercícios. Aqui você viu 7 dicas para sair do sedentarismo e eu espero que tenha aproveitado.

Lembre-se de buscar auxílio profissional e respeitar o seu corpo.

Gostou do conteúdo? Não se esqueça de compartilhar nas redes sociais!

Posts relacionados