Alimentação

Correr em jejum é uma boa opção de aeróbico?

single image

Existem muitos mitos e questões sobre a prática de correr em jejum.

Antes de mais nada é ideal dizer que na maioria das vezes o melhor é não praticar atividades físicas sem comer, afinal: Correr em jejum é uma boa opção de aeróbico?

Há quem diga que fazer exercícios aeróbicos em jejum é uma pratica efetiva para queimar gordura.

Seja qual for o tipo de exercício (nadar, correr, bicicleta, musculação) há quem afirme o fato de que fazer exercícios pela manha com o estomago vazio é a melhor saída para queimar gorduras.

Há quem recomende, inclusive, uma dose se cafeína ou mesmo efedrina antes desses treinos.

Por outro lado, mesmo essa sendo uma pratica indicada por muitas pessoas experientes da área, geralmente não é o que aconselham médicos, instrutores, técnicos e nutricionistas, inclusive.

O argumento tem outra questão: Tudo bem se resolvermos praticar exercícios antes de fazer a primeira refeição do dia com a finalidade de queimar gorduras.

Se logo depois ingerimos alimentos, o que comemos no pós-treinos também não irá se converter em gordura, suprindo o que queimamos durante o treinamento?

Maiores desvantagens que vantagens.

Todo tipo de decisão extrema, quando tratamos da pratica de atividades físicas para alcançar resultados estéticos rápidos tem um alto risco para o organismo.

É muito comum adotarmos praticas diante da pressão de ter que perder peso e tonificar os músculos de forma rápida e uma delas pode ser a opção de praticar exercícios físicos em jejum.

Devemos tomar cuidado pois futuramente podemos pagar caro por esse erro.

Já que o corpo é exigido ao extremo e esta diante da falta do que é o combustível essencial para nos humanos: a alimentação.

Muita gente toma esse tipo de decisão diante da falsa ideia de que assim queimaríamos mais calorias em menos tempo.

Se olharmos pro outro lado, realizar exercícios em jejum também pode reverberar situações de ansiedade e fome extrema, provocando varias formas de excessos de ansiedade e nem  pensar no que estamos comendo, o que pode se configurar futuramente numa síndrome de alimentação compulsiva.

Outra questão é que quando nos levantamos de manha e não nos alimentamos com nada estamos nos arriscando bastante, pois podemos estar próximos de um quadro de hipoglicemia e ate mesmo entrar em um quadro de catabolismo muscular (ou seja: queimar músculos como energia).

Devemos lembrar que é impossível queimar toda a gordura e carboidratos do nosso corpo, esse processo acontece com porcentagens relativas

Correr ou não  correr em jejum?! Eis a questão…

O treino em jejum é muito complicado de ser recomendado.

Ainda que muita gente da área afirme que esse tipo de exercício pode ter efeitos positivos se a pessoa não tiver comido num prazo de 8 a 10 horas antes de praticar, muitos outros pensam exatamente o contrario sobre esse tipo de pratica.

Vale lembrar aqui que cada tipo de treino deve ser direcionado a pessoa que pratica a atividade, com acompanhamento profissional.

Caso você seja alguém que já está acostumado a praticar durante um tempo algum tipo de exercício em jejum, para você pode causar efeitos positivos e ser recomendado.

Por outro lado para alguém que nunca praticou atividades sem comer, ou mesmo para os que têm o costume de se alimentar bem pela manha, os exercícios em jejum devem ser desaconselhados.

Se o objetivo for emagrecer, talvez a saída seja descobrir a melhor corrida para emagrecer, afinal, uma coisa é fato: correr emagrece.

Antes de decidir fazer aeróbico em jejum, ou correr em jejum vale sempre lembrar que o ideal é buscar a ajuda de um profissional e entender quais são seus objetivos e necessidades na escolha de uma atividade física.

Antes de adotar qualquer pratica o ideal é dar uma passadinha no seu medico e não adotar nenhuma medida que não seja indicada pelo profissional que te acompanha durante os treinos.

Deixar um comentário

Fique tranquilo que não publicamos o seu endereço de email.

Posts relacionados