Transpire | Blog Treinus

Dicas sobre treinamento esportivo, saúde, qualidade de vida e muito mais

Como eliminar a retenção de líquidos?

Retenção de líquido!

Como eliminar a retenção de líquidos?

A retenção de líquidos (que também pode ser conhecida como edema) é ocasionada por um acúmulo excessivo de líquidos nos tecidos. Esse edema pode ser patológico (ou seja, se caracterizar como uma doença permanente) ou não (quando ocorre ocasionalmente e após eliminado pelo tratamento não volta a aparecer). Por isso é importante que a pessoa conheça a diferença entre ambas para poder lidar melhor e escolher o tratamento mais adequado.

Entendendo a retenção de líquidos

Retenção de líquidos como patologia : pode ser causado por problemas circulatórios, doenças hepáticas e renais e insuficiência cardíaca. Já a retenção de líquidos que não é patológica pode ser causada por dilatações de veias em épocas de clima quente, ou temperaturas elevadas.
É importante saber que a retenção de líquidos não é uma bobagem. Por isso que o estilo de vida deve colaborar para a prevenção e redução de sua incidência.

Independente do tipo de retenção os sintomas geralmente são muito parecidos. Aumento de peso sem explicação, aumento do perímetro abdominal, aparecimento de inchaço nos joelhos e nas pernas e diminuição do trabalho do sistema urinário. A retenção de líquidos é mais frequente em pessoas com idade elevada, mas não é incomum que apareça também em jovens e inclusive adolescentes.

O sintoma mais visível da retenção de líquidos é o inchaço. Esse efeito aparece quando há um desequilíbrio na porcentagem de líquidos em nosso corpo. Os vasos sanguíneos depositam mais líquido nos tecidos corporais ou o líquido que se mistura neles não é eliminado pelo sangue de forma adequada. A mesma coisa acontece quando os vasos linfáticos não conseguem transportar o excesso de líquidos no nosso organismo. Nesse caso, o corpo começará a reter líquido.

Para identificar a retenção de líquido você pode pressionar a região inchada com o dedo polegar, se fica marcada por alguns segundos é provável que você esteja retendo líquidos. É importante lembrar que: caso você não esteja seguro se está retendo líquidos ou não, essa prova simples pode ajudar, mas somente um especialista poderá confirmar através de um diagnóstico.

Mudanças na alimentação são uma excelente maneira de resolver a retenção de líquidos.

Fique de olho nos laticínios!

O leite, os queijos e o iogurte podem ser consumidos sem problemas, desde que não contenham sal. Por isso é importante reduzir o consumo de queijos curados e semi curados, pois estes alimentos apresentam uma quantidade elevada de sódio.

Olho na água também. Existem alguns tipos de água mineral apresentam altos conteúdos de sódio. O recomendável é consumir produtos que tenham menos de 50 miligramas por litros.

Carnes.

As carnes podem ser consumidas, tanto as brancas como vermelhas diminuindo a quantidade das que são em conserva, como os presentes, patês e qualquer tipo que possa conter conservantes, ou altas quantidades de sal. Já para os peixes e frutos do mar é importante tomar as mesmas medidas. Evite os conservados ou tipos muito salgados: como o bacalhau. No entanto os peixes, assim como as carnes, também podem ser consumidos livremente.

Com os cereais, frutas e verduras devemos ter a mesma atenção. Podem ser consumidos livremente, desde que o consumidor esteja atento e disposto a evitar os que têm sal, como as frutas secas, ou biscoitinhos e aperitivos.
Produtos a serem evitados: devemos eliminar da nossa alimentação produtos como os molhos industrializados (ketchup, molho rose, molho de soja, maionese, mostarda, entre outros) , alimentos pré-cozidos (comida instantânea) e qualquer tipo de produto que possa conter aditivos de sabor, já que geralmente são esses alimentos que apresentam alto conteúdo de sódio.

Além disso, a retenção de líquidos pode ser um sintoma que aparece como consequência de alguns hábitos: como uma dieta incorreta, que use exageradamente sal e açúcar ou mesma o sedentarismo. A presença da retenção de líquidos pode causar desordem como o mal estar, as câimbras musculares e outros sintomas que afetam diretamente nossa saúde. Então é importante colaborar: ficando de olho no seu estilo de vida e praticando alguns hábitos saudáveis que funcionam como dicas para evitar a retenção de líquidos.

Dicas para evitar a retenção de líquidos.

Adote a atividade física na sua vida.

O ideal é escolher um tipo de exercício que ajude a melhorar a circulação. O ideal é praticar a atividade todos os dias da semana. Se possível o exercício escolhido deve ser praticado por no mínimo meia hora. Caminhada, corrida e até mesmo a dança são os exercícios mais indicados, pois são aeróbicos.
Ingestão de líquidos.

É importante tomar dois litros de água por dia, uma média de 8 copos de 250ml. Outros tipos de líquido também são benéficos, como: os sucos naturais sem açúcar, alguns chás de ervas, ou mesmo a água com sabor podem ser consumidos tranquilamente. Uma boa dica, caso você não esteja habituado a tomar essa quantidade de água é adicionar um pouco de alguma fruta cítrica exprimida. Nesse caso o limão e laranja podem ajudar.
Alimentos ricos em água também.

Uma boa dica para evitar a retenção de líquidos é aumentar o consumo de alimentos com alto percentual de água e eletrolíticos. O foco deve ser: frutas e verduras.
Dê adeus ao açúcar e ao sol.

Evitar alimentos muito ricos em açúcares ou em sal é uma ótima dica. Guloseimas, sobremesas, fast food e comida congelada devem ser evitadas, já que possuem alto teor de sódio e glucose. A glucose e o sódio atraem água por osmose e isso favorece a que aconteça a retenção de líquidos nas células dos nossos tecidos.
Opção pelos alimentos diuréticos.

Alimentos diuréticos contém uma dose grande de potássio, que é necessário e importante na regulação de nosso organismo, de acordo com a quantidade de líquidos. Esses alimentos ajudam a apurar nossos organismos. Invista em frutas e verduras que tenham essas propriedades. Ou seja: mais potássio e menos sal. O potássio mantém o equilíbrio hídrico do organismo e evita a ação retentora do sal, por isso é um importante aliado. O potássio pode ser encontrado na banana, alface, batata, abacates e espinafre.

Olho no rótulo.

É fundamental que a gente saiba o que estamos consumindo diariamente. Afinal, para liminar sal/sódio e açúcares devemos saber de que forma o que comemos é elaborado. A melhor maneira é prestando atenção nos rótulos, para isso é bacana que a gente mesmo faça nossa comida, para ter certeza da procedência dos ingredientes. Se for impossível, opte por restaurantes e serviços que informem o valor nutricional das coisas e que também trabalhe os ingredientes de forma balanceada.

Jogue fora o saleiro!

Já vimos que o sal é o grande causador da retenção de líquidos. Por isso, substitua o saleiro por algum tipo de preparo que contenha ervas aromáticas e condimentos.
Proteína em quantidade suficiente.

A proteína é responsável pela produção de albumina, que em pequenos níveis pode causar o acúmulo de líquidos entre os tecidos. Ingerir a quantidade correta de proteínas é uma ótima maneira de manter os níveis de produção de albumina e assim evitar a retenção.

Atenção com o descanso.

Descanse o suficiente, afinal, o repouso é fundamental para prevenir a retenção de líquidos (ainda mais se ela se localizam nos membros inferiores). Dedique um minuto do seu dia para levantar suas pernas. Isso ajuda na circulação e evita a retenção de líquido. O sono regulado também é um fator importante para o descanso do organismo.

Além de seguir essas dicas é importante saber e ficar de olhos na evolução. Se retenção persistir é fundamental que você faça uma consulta ao médico para identificar as causas e o que está por trás delas.

Sobre o autor: treinus