Qualidade de vida

Como a atenção plena auxilia atletas de alta performance?

single image

A alta performance é um desejo comum a praticamente todos os atletas. Por meio dela, é possível alcançar objetivos, criar metas e o principal: se superar a cada dia. Além de treinos constantes e muito compromisso, atletas de alto rendimento também precisam estar com o foco e a mente em equilíbrio para aproveitarem o melhor do esporte competitivo sem danificar a qualidade de vida. Para isso, existe uma técnica milenar, que agora está em voga e promete auxiliar nessas e em diversas outras questões, a atenção plena.

Segundo Cleo Holanda, psicólogo clínico e do esporte, é possível dizer que a atenção plena no esporte significa prestar atenção, sem qualquer tipo de julgamento, onde o atleta pode observar seus pensamentos, emoções e sentimentos, porém sem o viés de sentenciar ou refletir sobre eles.

Atenção plena, esporte e alto rendimento

Para Cleo, atenção plena, também conhecida como mindfulness, tem uma importância significativa para os atletas de alto rendimento, pois devido a necessidade de performance eles precisam também de uma concentração e foco para que seus movimentos possam ser melhores executados. Além disso, ela auxilia para que pensamentos e emoções disfuncionais não interfiram nos resultados, com isso, o mindfulness serve como uma ferramenta poderosa de ajuda para evitar possíveis erros e obviamente a melhora na performance

Outro ponto fundamental de análise, segundo o profissional, é que essas emoções exercem influência nas tomadas de decisões do atleta, tanto positivamente como negativamente. “Um atleta ansioso toma decisões precipitadas, um atleta triste tende a não se empenhar como deveria e assim podemos falar sobre inúmeros acontecimentos. Porém, o atleta ao desenvolver a atenção plena/mindfulness poderá aprender a regular suas emoções e isto o fará ter condições de tomar decisões dentro da atividade de maneira mais equilibrada possível e obviamente a chance de uma performance melhor se torna significativa”, explica Cleo que também reforça a conexão intrínseca entre esporte, concentração e foco, três vertentes que sempre estiveram ligadas entre si.

Por que tentar alcançar a atenção plena?

Devido ao aumento do foco e concentração através do mindfulness, há uma melhora significativa na memória do trabalho, fazendo com que os movimentos fiquem ainda mais internalizados, com isso, o atleta, ao buscar fazer a prática física, acaba obtendo uma capacidade ainda maior e eficaz para conseguir o resultado desejado.

Outros benefícios também são a diminuição da ansiedade e o controle do estresse, além de acabar com problemas de insônia, proteger o cérebro, melhorar a capacidade de concentração, as relações interpessoais, excelente para esportes coletivos, e potencializar a criatividade.

“O foco e o equilíbrio já trazem consigo a qualidade de vida, independente do indivíduo praticar esporte ou não. O foco trará concentração, disciplina e determinação, já o equilíbrio trará a regulação emocional, ambos juntos na vida do indivíduo trarão resultados relevantes e um estado emocional de qualidade. Se o atleta conseguir este equilíbrio a chance de uma performance satisfatória é grande.” revela o psicólogo.

Como chegar à atenção plena?

De acordo com Cleo, o desenvolvimento do mindfulness acontece por meio de treinamentos, disciplina e dedicação. Para ele, somente assim o atleta consegue desenvolver a sua atenção de tal modo que julgamentos, pensamentos e emoções disfuncionais fiquem subjugados. No entanto, para atingir esse estágio, é preciso se livrar da ansiedade, estresse e falta de disciplina.  “O treino pode ser desenvolvido de várias maneiras, eu, particularmente, antes de introduzir o treinamento de imagem mental nos meus atletas, realizava o mindfulness (atenção plena) com amendoins e chocolates (utilizando algo que eles gostam) para que o atleta desenvolvesse aos poucos o aumento de seu foco e concentração através de todos os sentidos (paladar, olfato, audição, tato e visão). Os resultados sempre foram extremamente satisfatórios”, comemora.

Algumas técnicas também podem ajudar na atenção plena, como respirar e pausar, parando por alguns minutos e prestar atenção nestes movimentos. Outra dica é o escaneamento corporal (Body Scan), técnica que ajuda a treinar o foco e concentração, ou seja, atenção, com a ajuda corporal, ajudando o indivíduo quando a mente “vagar”, trazendo de volta a atenção sem um autocriticismo. Aqui, a âncora ou ponto de apoio de atenção são as sensações ao longo do corpo, o qual será percorrido dos pés à cabeça, ou vice-versa. Por fim, Cleo também indica uma forma bem simples: encontre seus pés. Quando sentado ou em pé, tome conta de onde seus pés estão, sua posição no chão, o equilíbrio de peso entre os dois pés e qualquer sensação neles. “Essas 3 técnicas são simples e objetivas, existem inúmeras técnicas e conforme o indivíduo vai desenvolvendo o aprofundamento traz resultados ainda mais relevantes”, explica.

Atingindo o estado de flow

O estado de flow, também conhecido como Fluxo é um estado mental de operação onde o indivíduo está integralmente imerso na atividade que está realizando, caracterizado por um sentimento de total envolvimento e realização eficaz no transcorrer da atividade. Para alcançá-lo, é preciso começar a prática de atividade física com atenção plena que, segundo Cleo, não é nenhum bicho de sete cabeças. Aqui, o ponto chave do flow é o foco: “Ao praticar a atividade física de sua escolha, o indivíduo deve buscar desenvolver a atenção plena de maneira que o seu foco esteja 100% nos movimentos e ações da modalidade escolhida. Isso significa estar 100% presente, vivendo aquele momento sem ‘atravessamentos’ ou quaisquer julgamentos. Cada esporte tem a sua especificidade, por isso, busque ajuda de um profissional para lhe ajudar.”, finaliza. 

Conheça o profissional

psicólogo Cleo HolandaCleo Holanda é psicólogo clínico e do esporte, pós-graduado em Psicologia Positiva, Terapia Cognitiva Comportamental e Psicologia do Esporte.  Coach, tem se dedicado há anos ao atendimento de inúmeras pessoas (adultos e atletas). É palestrante e autor do livro: Vencendo a procrastinação – Fazendo do dia de hoje, o melhor de sua vida e Resiliência: O poder de dar a volta por cima. Atua também como psicólogo do time profissional do America Football Club – RJ

Deixar um comentário

Fique tranquilo que não publicamos o seu endereço de email.

Posts relacionados