Alimentação

A dieta do hormônio da gravidez

single image

Ano após ano, sempre aparece alguma dieta que promete enxugar aqueles quilos extras em pouquíssimo tempo. Ultimamente, uma que está em evidência é a dieta do hormônio da gravidez. Se você já ouviu e se interessou, tenha cuidado: a Dieta HCG é um método muito controverso para perda de peso!

O que é: HCG (gonadotrofina coriônica humana) é um hormônio produzido durante a gravidez pelas células que formam a placenta. Esse hormônio é detectado no sangue em torno de 11 dias após a concepção ou é detectado na urina em torno de 12-14 dias após a concepção.

O que ele faz no organismo: HCG sinaliza ao hipotálamo (região do cérebro que afeta o metabolismo) para mobilizar reservas de gordura. Na gravidez, isso ajuda a trazer nutrientes para a placenta, gerando ao feto a energia para crescer.

O que faz a dieta: A dieta de HCG combina injeções diárias do hormônio com uma dieta de apenas 500 calorias. Você pode perder de 450g a 1,3kg por dia. Normalmente, a dieta de HCG dura três semanas e é acompanhada por um profissional de saúde. Nos 2 primeiros dias da injeção você pode comer excessivamente. Após a 3ª injeção, você deve aderir à dieta de 500 Kcal por até 72 h após a última injeção. Açúcares, frutas com alto índice glicêmico, alimentos processados e amidos não são permitidos.

Uma alimentação de 500 calorias por dia é uma dieta extremamente restritiva! Na verdade, não são calorias suficientes para suportar a função normal do cérebro. Seu corpo irá compensar a falta de calorias usando estoques de glicogênio, proteínas (músculo) e alguma gordura, o que diminui seu metabolismo de repouso. Antes que você realmente perca peso, você vai ficar tão irritável, tonta, e faminta que irá devorar qualquer alimento que chegar em seu alvo de visão. Provavelmente a perda de peso se dá mais pela restrição calórica do que pelo uso do HCG.

A evidência científica: Não há evidências científicas que sustentem as injeções de HCG como estratégia de emagrecimento. Além disso, estas injeções não são aprovadas pela FDA para o uso na perda de peso. Desde 1975, a FDA exigiu que todo o marketing e publicidade de HCG declarem o seguinte: “HCG não demonstrou ser uma terapia coadjuvante eficaz no tratamento da obesidade”. HCG é um hormônio extraído da urina de mulheres grávidas É aprovado pelo FDA para o tratamento de determinados problemas do sistema reprodutivo masculino e em estimular a ovulação nas mulheres que tiveram dificuldade para engravidar. Nenhuma evidência foi apresentada, no entanto, para fundamentar os pedidos de HCG como perda de peso

Proibição do uso de HCG: O hormônio foi recentemente adicionado à lista de “substâncias proibidas” na Major League Baseball, já que foi se tornando cada vez mais popular entre usuários de anabolizantes.

Uso homeopático: Muitos sites na Internet estão vendendo como uso homeopático através de gotas orais. Atenção! Para ser considerada homeopático, a substância tem que estar listada na Farmacopeia Homeopática, e o HCG não está.

Efeitos colaterais: Segundo a Clínica Mayo,os efeitos colaterais mais comuns incluem dor de cabeça, alterações de humor, depressão, coágulos de sangue, confusão e tontura. Algumas mulheres também desenvolvem uma condição chamada de Síndrome de hiperestimulação ovariana (SHO) – sintomas desta doença incluem dor pélvica, inchaço das mãos e pernas, dor de estômago, o ganho de peso, falta de ar, diarréia, vômito ou náusea e / ou urinar menos que o normal.

Lembre-se, se parece bom demais para ser verdade, desconfie. A perda de peso não vai ser encontrada em uma poção, pílula ou injeção. Tenha consciência das consequências que “milagres” podem trazer. A melhor maneira de emagrecer AINDA é com uma alimentação balanceada acompanhada de exercício físico – você perde peso, se sente melhor e não põe em risco sua saúde!

Dr. Ricardo Borges
Nutrólogo | Triatleta

Posts relacionados