Qualidade de vida

A atividade física no combate ao estresse

single image

O estresse é cada vez mais, uma consequência incômoda e frequente da chamada vida moderna. Os permanentes desafios enfrentados no trabalho, os engarrafamentos que afetam principalmente as grandes cidades, a violência urbana e a involuntária negligencia em relação aos hábitos saudáveis, como se alimentar e dormir adequadamente são alguns dos fatores que contribuem para que o estresse afete um número cada vez maior de pessoas.

O estresse em um nível elevado produz efeitos pessoais e profissionais nocivos. Diversas pesquisas indicam que, quando excessivo, pode levar a dificuldade de concentração, cansaço mental, indiferença emocional, agressividade, incapacidade de relaxar, perda de memória imediata e apatia.

Além dessas alterações, pode prejudicar a criatividade e produtividade, provocar crises de ansiedade, humor deprimido, diminuição da libido e problemas de ordem física, afetando o sistema imunológico e prejudicando o bom funcionamento das defesas do corpo.

A prática regular de atividade física é hoje uma das maneiras mais eficazes e divulgadas de combater o estresse. Diversos estudos científicos comprovam os benefícios para o organismo proporcionados pela prática rotineira de exercícios. Entre eles, auxilia a reduzir os níveis de ansiedade e de depressão, melhora o estado de humor, aumenta a sensação de bem-estar e eleva a alto estima.

Correr ou caminhar habitualmente, além de ajudar as pessoas a se desligarem por algum tempo das preocupações e angústias de seu cotidiano, produz uma série de benefícios psicofisiológicos por meio da liberação de certos hormônios produzidos pelo organismo. A adrenalina age na redução do estresse, o cortisol atua como anti-inflamatório, o glucagon aumenta a quantidade de glicose no fígado, o GH (hormônio de crescimento) transmite bem- estar e melhora a qualidade do sono. Faça exercícios. É ótimo para o corpo e também para a mente.

Posts relacionados