Práticas esportivas

Saiba aqui 5 dicas para melhorar seu PACE

single image

A prática de corrida é extensa e cada vez que você atleta deseja otimizar os seus treinos, novos fatores aparecem. Um que ajuda os corredores nas práticas é o ritmo, então muitos buscam mecanismos para melhorar o pace.

Por acaso você sabe o que é pace e como melhorá-lo nos treinos de corrida? Fique aqui para descobrir!

Afinal, o que é Pace?

Antes de começar a dar as dicas importantes para melhorar o pace, é necessário entender o que de fato significa o termo. O mundo dos corredores é imenso, e nele você irá encontrar muitas características e palavras únicas. Ao pensar em pace, estamos nos referindo ao ritmo do atleta de corrida.

E como ele será medido? O percurso do treino de corrida dificilmente será linear e até a velocidade vai variar. Sendo assim, a constância do treino muda, mas ela consegue ser estabelecida por um padrão. Para isso, é calculado o tempo médio em que o corredor completa 1km em minutos.

São inúmeros fatores que irão auxiliar no pace médio do corredor, mas a regra indica que quanto menor for o número do pace, mais rápido é o atleta. Se formos pensar em provas de corrida, existe uma disposição para organizar os atletas, então aqueles que têm o ‘melhor pace’ ficam na frente, com o intuito de fazer o desafio fluir. 

5 dicas para melhorar o pace

Agora que já sabe o que é o pace, está na hora de ver as 5 dicas para melhorar o ritmo nos seus treinos de corrida:

1. Tenha acompanhamento

Um dos principais fatores que determinam o ritmo em uma corrida é o devido acompanhamento. O domínio da técnica, o controle corporal e a adequação de treino para o biotipo são feitos apenas com o profissional de Educação Física.

Para quem deseja investir no pace, estar em uma assessoria esportiva, ter um treinador ou personal trainer, são as possíveis soluções para o caso. Além do treino personalizado e da motivação para exercitar o corpo, você estará investindo em resultados, fora que estará protegendo a saúde do corpo.

2. Cumpra o cronograma

Um dos problemas que alguns atletas enfrentam são as faltas nos treinos, o que acaba contribuindo na perda do ritmo, ou até atrapalhando no incentivo para continuar praticando corrida. Porém, ao pensar em melhorar o pace, é preciso ter uma evolução na prática esportiva.

Na corrida, assim como na maioria dos esportes, é preciso cumprir o cronograma, pois ele está de acordo com o tempo que disponibilizou para a atividade. Ou seja, se você disse que deseja treinar 5 dias na semana e o seu treino é feito para este tempo, não falte ou arranje desculpas para não treinar. Se consegue apenas manter 3 dias de treino na semana, avise o treinador e refaça o cronograma com o intuito de realizá-lo.

A evolução aparece com dedicação, então treine com garra e vontade. A saúde física e mental também importam, então caso não consiga manter todos os treinos que achou que conseguiria, peça adaptação, mas não faça sem vontade (ou forçado).

3. Aumente a velocidade

Estamos falando de melhorar o pace, ou seja, o ritmo. Para que isso aconteça, você atleta precisa diminuir o tempo em que completa 1 km, e isso só será possível se aumentar a velocidade.

Existe um aumento gradativo na corrida, mas nada impede de tentar aos poucos uma velocidade maior no treino. Além de conversar com o treinador para ver se já é o momento, caso sinta que o treino está ‘confortável’, aumente a velocidade e veja o resultado.

O estímulo pode parecer pequeno, mas assim, aos poucos, é possível otimizar os treinos e melhorar o pace. Mas, apenas faça isso se estiver confortável e com o devido acompanhamento. Evite lesões no joelho e treine com segurança!

4. Fique de olho no condicionamento

Cuidar da saúde do corpo também é importante. De nada adianta querer melhorar o ritmo se o corpo não está de acordo com as necessidades. Como dito no tópico anterior, é necessário estar de olho em como executar a atividade, pois assim você evita lesões.

O condicionamento físico vai estar de acordo com a intensidade da prática e também de uma alimentação ideal. Busque manter refeições equilibradas, além de investir em demais exercícios para fortalecer a região inferior do corpo. A musculação é uma boa opção para este caso.

5. Faça meditação

Por incrível que pareça, para melhorar o pace, a meditação é eficaz. O corredor precisa lidar diariamente com muitos problemas, seja no esporte ou na rotina comum de trabalho. Com isso, muita informação passa na cabeça, o que pode acabar prejudicando o rendimento, e esses são fatores que não são criados pelo atleta, mas os quais ele precisa lidar.

A meditação será uma aliada nesses casos, pois como serve para acalmar a mente, o corredor vai conseguir focar nos treinos, em melhorar o rendimento, além de entender que o ritmo otimizado é uma construção, então não será da noite para o dia.

Existem outras técnicas, mas de início a meditação já terá muitos impactos.

Um passo de cada vez

Agora você sabe o que é o ritmo do atleta, além de conhecer algumas técnicas para melhorar o pace. É preciso ir devagar na melhora dos treinos, mas saiba que, se acha possível ir otimizando aos poucos, não fique na zona de conforto e aumente a velocidade.

Se você busca participar de desafios, maratonas ou demais campeonatos, tenha o devido suporte profissional para não lesionar o corpo. Lembre-se que um dos objetivos da atividade física é regular a saúde do corpo, então sempre tenha isso como um objetivo. O resto é uma construção que requer esforço e dedicação.

Gostou do conteúdo? Para assuntos semelhantes, é só assinar a nossa newsletter!


Deixar um comentário

Fique tranquilo que não publicamos o seu endereço de email.

Posts relacionados